Para utilizar este site corretamente é necessário habilitar o javascript do navegador.

Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística
Investimento

Suape vai ganhar novo Centro de Controle, Comunicação e Monitoramento em 2018

Wed, 27 de December de 2017
Fonte: Porto de Suape
A segurança portuária de Suape ganhará reforço na sua estrutura operacional no início de 2018. A Coordenadoria do ISPS Code – responsável pelo controle de acesso das pessoas, veículos e cargas ao porto – vai concluir as instalações do novo prédio do Centro de Controle, Comunicação e Monitoramento (CCCOM). Em outubro deste ano, foram concluídas as obras físicas do local, orçadas em R$ 209,9 mil. Agora a coordenadoria aguarda a conclusão do processo licitatório para aparelhar e modernizar o novo espaço. O centro vai receber tecnologias avançadas e novos equipamentos para monitorar o tráfego nas vias de acesso ao porto e nos postos de entrada das áreas alfandegadas.
 
Está prevista a instalação de novas câmeras de videomonitoramento, passando das atuais 64 para 128. Além disso, o centro contará com uma central de alarmes, tendo em vista que, já no próximo mês, a área do porto organizado vai receber 7 quilômetros de cerca com alarme de presença em todo o seu perímetro.
 
“Vamos ampliar o monitoramento com a instalação de novas câmeras. Passaremos a monitorar desde a curva do boi (no início da Avenida Portuária), até a ponta do molhe, cobrindo uma distância linear de mais de 5 quilômetros”, explicou o coordenador do ISPS Code, Osvaldo Morais.
 
O plano de segurança prevê também a aquisição do método de identificação automática através de sinais de rádio, conhecido como RFID (do inglês “Radio-Frequency IDentification”) para saber se os veículos pesados que acessam o porto estão seguindo a rota correta. Outro avanço na segurança portuária, já em andamento, é a compra de 20 detectores manuais de metais para uso nas entradas das áreas alfandegadas e restritas do porto. Também em 2018, deve ser iniciada a reforma do Posto de Controle 1 (PC-1), principal porta de entrada terrestre do Porto de Suape.
 
AVANÇOS EM 2017
 
Além dos projetos previstos para 2018, este ano a segurança portuária teve importantes avanços. Foi realizado o ordenamento dos veículos, como automóveis, caminhões e ônibus, que estacionam em áreas dentro do porto. Com isso, o trânsito passou a ter mais disciplinamento, evitando a parada irregular.
 
A equipe de segurança portuária e patrimonial do Complexo de Suape recebeu 12 treinamentos ao longo do ano, sobre diversos temas, como normas do ISPS Code, normas alfandegárias, planos de segurança, abordagem e tratamento ao usuário, simulados, tudo em conformidade com a legislação e normas vigentes.
 
ISPS CODE
 
Código Internacional para a Proteção de Navios e Instalações Portuárias (do inglês International Ship e Port Facility Security Code), ou simplesmente ISPS Code, é um conjunto de medidas e procedimentos para proteger navios e instalações portuárias de eventuais ataques terroristas. Ele exige que os portos realizem avaliação de risco para determinar quais áreas são mais vulneráveis e a partir de então preparar um plano de segurança para conter essas vulnerabilidades.
 
O ISPS Code surgiu em resposta ao ataque terrorista ao World Trade Center, em Nova York, no dia 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos. Esse fato iniciou uma série de discussões para evitar a ocorrência de outros atos de terrorismo. No Porto de Suape, a Coordenadoria do ISPS Code abarca a segurança da área portuária e execução do Plano de Segurança Pública Portuária.