Para utilizar este site corretamente é necessário habilitar o javascript do navegador.

Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística
Nota de falecimento

Morre no Rio de Janeiro o ex-presidente da NTC, Denisar Arneiro

Mon, 31 de July de 2017
Fonte: NTC&Logística
Faleceu às 10h desta segunda-feira, no Rio de Janeiro, o ex-presidente da NTC, Denisar Arneiro. Adoentado, encontrava-se internado na CTI de um hospital da capital fluminense.
 
O presidente José Hélio Fernandes manifestou todo o seu sentimento pessoal e a solidariedade do setor à viúva, Terezinha Arneiro, e aos demais familiares.
 
Para Fernandes "o TRC deve a Denisar muitas de suas grandes conquistas, entre as quais a que deu origem ao Sest/Senat. Era um homem brilhante, íntegro e de um excepcional caráter. Nosso setor ficou consideravelmente mais pobre hoje", completou.
 
Denisar Arneiro, Eduardo Rebuzzi, Teresinha Arneiro, Ana Maria Rebuzzi, na inauguração do Espaço Social Denisar Arneiro, no SINDICARGA - 1995 - Foto: Fetrancarga
 
 
Nota
 
Em nota emitida na tarde de hoje, a FETRANSCARGA (Federação do Transporte de Cargas do Estado do Rio de Janeiro) lembrou que "Denisar teve intensa atuação no Transporte Rodoviário de Cargas. Foi presidente da Associação Profissional das Empresas de Transporte de Cargas de Barra Mansa e Volta Redonda. Presidiu o SINDICARGA (Sindicato das Empresas do Transporte Rodoviário de Cargas e Logística do Rio decJaneiro) e a NTC&Logística (Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística).
 
Foi diretor da antiga CNTT (Confederação Nacional dos Transportes Terrestres), atual CNT (Confederação Nacional do Transporte), e da ARB (Associação Rodoviária do Brasil). Foi Secretário de Transportes do Estado do Rio de Janeiro.
 
Como político, estreou em 1982 como deputado federal do Rio. Foi um assíduo e combativo parlamentar, a ponto de ocupar cargos de destaque na Câmara e ser reeleito em 1986. No segundo mandato, acumulou as condições de deputado federal e Constituinte.
 
O sepultamento será amanhã, terça-feira, às 17h, no Memorial do Carmo, Caju, Capela 1.