Para utilizar este site corretamente é necessário habilitar o javascript do navegador.

Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística

Defasagem do frete em pauta no Transcares


Considerado um dos maiores entraves do segmento de transporte rodoviário de cargas e logística, a defasagem do frete será tema da palestra gratuita “Estudo de Preços e Custos do TRC – Desempenho 2016/Perspectivas 2017”, que trará a Espírito Santo uma das maiores autoridade nacionais do assunto: o assessor técnico da NTC&Logística (Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística), Lauro Valdívia. O evento está marcado para amanhã, 11 de abril, das 9 às 12 horas, no Transcares, em Cariacica.
 
 
Voltado para empresários e gerentes das empresas de TRC associadas ao Transcares, a palestra vai tratar do sistema de precificação do transporte de cargas, cálculo dos custos do serviço, forma de elaborar tabela de frete eficiente e a maneira correta de fazer a cobrança do frete. 
 
 
Além deste panorama geral, Valdívia também apresentará o resultado da pesquisa feita pela NTC, em parceria com a ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) que aponta o desempenho do segmento e das empresas, ao longo de 2016, a situação do frete no primeiro trimestre de 2017 e as perspectivas para este ano. E antes do encerramento, o assessor técnico abordará a Emex – Taxa de Emergência Excepcional, criada pela NTC para cobrir “custos anormais”, decorrentes, por exemplo, de falta de segurança e escoltas urbanas.
 
 
O presidente do Transcares, Liemar Pretti, fez questão de destacar que a vinda de Valvídia é mais uma prova de que o tema defasagem do frete não sai da agenda do sindicato. O dirigente voltou a afirmar que este é um dos problemas que trava a atividade do TRC em todo o Brasil e que, portanto, não pode sair do radar de quem opera do segmento.
 
 
“O problema da defasagem do frete é histórico! Há mais de 30 anos convivemos como fato de alguns empresários não saberem precificar o serviço que oferecem. Some-se a isso uma crise que fez despencar as operações do segmento de cargas. A palestra de Valdívia é mais uma ação nossa no sentido de mostrar ao nosso público o quanto é perigoso e prejudicial à saúde financeira das empresas trabalhar com fretes abaixo do custo”, destacou Pretti.