Para utilizar este site corretamente é necessário habilitar o javascript do navegador.

Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística
Setor Ferroviário

Setor de transporte ferroviário de cargas e de passageiros debate rumos e desafios

Wed, 27 de September de 2017
Fonte: Mundocoop
A 23ª Semana de Tecnologia Metroferroviária e Metroferr Lounge Experience, considerado o maior congresso do País, aconteceu em São Paulo de 18 a 22 de setembro, com programação distribuída em nove painéis, 65 apresentações de trabalhos técnicos, vários workshops, seminários, oficinas e reuniões. Durante quatro dias executivos do Brasil, Alemanha, França, Chile, Portugal e Colômbia debateram temas importantes relacionados ao transporte de passageiros e cargas sobre trilhos e mobilidade urbana. Também foram discutidos a melhoria na oferta de transporte ferroviário de passageiros e de cargas, por meio de políticas públicas que fomentem sua efetiva implementação, e a efetiva interação entre esses sistemas e o desenvolvimento urbano e econômico que proporcionam, buscando possibilidades para que os recursos advindos deste novo desenvolvimento sejam revertidos para um novo ciclo de investimento no transporte sobre trilhos.
 
Desafios do setor – A antecipação da renovação dos contratos das concessionárias do transporte ferroviário de cargas predominou os debates do Seminário Infraestrutura do Transporte Ferroviário, realizado durante a 23ª Semana de Tecnologia Metroferroviária, de 18 a 22 de setembro, em São Paulo, período em que técnicos das operadoras, dirigentes empresariais e profissionais do setor debatem questões importantes relacionadas à mobilidade urbana nas cidades e transporte sobre trilhos de passageiros e cargas no País.
 
No debate sobre os desafios para o setor, representantes dos governos federal e estadual, do BNDES e de entidades empresariais dos operadores, fornecedores e investidores apontaram as dificuldades e os desafios a serem enfrentados pelo setor, ouviram queixas, críticas e saíram com a certeza de que há muito a fazer.
 
O maior defensor da renovação antecipada das concessões foi Fernando Paes, diretor executivo da Associação Nacional de Transportadores Ferroviários (ANTF) que reúne às seis concessionárias do transporte de cargas: Rumo, MRS, VLI, Transnordestina, Tereza Cristina e Vale. Ele citou os investimentos de mais de R$50 bilhões realizados nos últimos vinte anos de concessão que resultaram em aumento de 148% no número de vagões, de 179% no de locomotivas e de 140% no número de empregos. “Com isso, as concessionárias ajudaram na reabilitação das indústrias de material ferroviário e obtiveram crescimento das operações que elevaram a 25% o market share da setor ferrovi& aacute;rio.” Também participaram o painel Pedro Machado, presidente da AEAMESP; Luís Felipe Valerim Pinheiro, vice-diretor do Departamento de Infraestrutura da FIESP; José Carlos Medaglia Filho, presidente da EPL; Henrique Pinto, secretário de Articulação de Políticas Públicas da SPPI; o secretário de Estado de Logística e Transportes de São Paulo, Laurence Casagrande Lourenço; Jean Pejo, presidente da Associación Latinoamericana de Ferrocarriles (ALAF); e Gustavo Gardini, diretor de Desenvolvimento de Negócios do DBI (Deutsche Bahn International).
 
Smart Cities  – Durante o seminário, também foi debatido o  Transporte nas Smart Cities, ou cidades inteligentes. Sob a coordenação do secretário municipal adjunto de Mobilidade e Transportes de São Paulo, Irineu Gnecco Filho, o painel demonstrou como a utilização das tecnologias e dos dados disponíveis pode melhorar a relação dos usuários com os transportes urbanos, especialmente com os sistemas sobre trilhos. Tal iniciativa tanto facilita a vida da população como traz ganhos para a gestão pública. Participam da sessão: Fabio Kon, prof. Dr. do Departamento de Ciência da Computação do IME-USP, que falará sobre As contribuições da universidade para smart cities; Ana Waksberg Guerrini, doutora em e-governance pela Universidade Oberta de Catalunya, sobre Boas Práticas para termos cidades mais inteligentes; e André Machado Galvão, diretor de Desenvolvimento e Operações de Sistema da Prodam, sobre Impactos do Big Data na gestão pública.
 
Balanço – Pedro Machado, presidente da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô – Aeamesp, instituição realizadora do evento, ao fazer um balanço do evento, frisou a entrega do Prêmio Tecnologia e Desenvolvimento Metroferroviários, promovido pela ANPTrilhos e CBTU, a realização do Seminário de Infraestrutura Ferroviária promovido pela Fiesp, e o painel da Alamys, que representa a América Latina e a Península Ibérica, que aproveitou a 23ª Semana de Tecnologia Metroferroviária para lançar seu documento em defesa do transporte sobre trilhos; além do apoio da Deutsche Bahn, da Agência Francesa de Desenvolvimento,  da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, que trouxe seu comitê técnico.