Para utilizar este site corretamente é necessário habilitar o javascript do navegador.

Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística
Pedágio

Pedágios ficam mais baratos a partir de sexta-feira em quatro praças das Rodovias Anhanguera e Atílio Balbo

Tue, 15 de May de 2018
Fonte: Artesp
A partir da zero hora da próxima sexta-feira (dia 18/5), as tarifas de pedágio ficarão mais baratas em quatro praças das rodovias estaduais paulistas Anhanguera (SP 330), Atílio Balbo e Armando Salles Oliveira (SP 322). O benefício atende os veículos que utilizam diariamente os trechos dessas duas rodovias e integra a política pública da 4ª etapa do Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo que prevê uma série de benefícios e modernizações para a malha paulista. Por exemplo, na praça de Ituverava (Rodovia Anhanguera, SP-330), a redução da tarifa vai variar de R$ 2,10 (pagamento manual) a R$ 2,65 (pagamento eletrônico). Para ter ideia do que isso representa, o usuário que passa nos dias de trabalho na praça de Ituverava pode alcançar uma economia mensal de R$ 92,40 no pagamento do pedágio manual. Caso opte pelo pagamento automático, a economia pode ser de R$ 116,60 devido ao desconto adicional de 5% na tarifa. 
 
Isso ocorre porque, no ano passado, foram licitados dois lotes de rodovias estaduais sendo um deles o denominado “Rodovias do Centro Oeste Paulista” que inclui 299 quilômetros de trechos operados pela concessionária Vianorte desde março de 1998. Com o término do contrato da Vianorte, previsto para a zero hora do dia 18/5, a concessionária Entrevias, vencedora da nova licitação, assume essa malha no eixo entre Bebedouro, Ribeirão Preto e Igarapava já com a redução tarifária prevista contratualmente pelo Governo do Estado. Um desconto adicional de 5% será dado para todos os usuários que optarem pelo pagamento de forma eletrônica pelas cabines de cobrança automática – atualmente 56% dos motoristas já pagam o pedágio nesse modelo nas rodovias paulistas.
 
Tecnologia pioneira com pagamento mais justo para todos
 
Entre as inovações do contrato está a adoção de um modelo pioneiro no país de “cobrança semiautomática” com foco nas motos, que passarão a pagar metade da tarifa de pedágio dos veículos de passeio. Os motociclistas terão como opção pagar por meio de uma pulseira ou um cartão equipado com chip pré-pago, evitando assim ter que tirar as luvas, manusear bolsos e bolsas e, ainda, ter que guardar o troco no momento da passagem. A adesão ao pagamento por chip é opcional. As concessões realizadas desde 2008 preveem a cobrança para motos frente ao crescimento da frota, pois os serviços prestados como socorro médico e mecânico são para todos os usuários sem distinção, tornando o modelo mais justo para todos – sendo uma das medidas que possibilitaram a redução do valor do pedágio.