Para utilizar este site corretamente é necessário habilitar o javascript do navegador.

Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística
Obras

Reinaldo Azambuja deve entregar mais de R$ 15 milhões em obras

Mon, 19 de March de 2018
Fonte: Correio do Estado
Mais de R$ 15 milhões em obras serão entregues na região sudeste de Mato Grosso do Sul, nesta semana. O governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB) irá percorrer os município de Guia Lopes da Laguna e Bodoquena para acompanhar as construções.
 
A agenda começa em Bodoquena, a 253 quilômetros da Capital. No município, os investimentos são de 6.373.865,16. Entre os destaques estão obras de infraestrutura como assinaturas de autorização para a elaboração de projeto para a construção de ponte de concreto armado sobre o rio Salobra.
 
Além da visita à obras, o governador irá autorizar pavimentação e drenagem em vias, assinar contrato para a construção de 51 casas e dar ordem de serviço para reforma do prédio da Delegacia de Polícia Civil.
No período da tarde, Azambuja deve autorizar obras, vistoria e entregas no valor de R$ 9 milhões.
 
Localizada a 213 quilômetros de Campo Grande, o município de 10 mil habitantes comemora 80 anos.Além de autorização de obras de pavimentação e drenagem, construção de ponte, na ocasião será assinado termo de compromisso para celebração de convênio para edificação de monumento em homenagem a José Francisco Lopes – o herói do Exército Brasileiro na Guerra do Paraguai que guiou as tropas brasileiras durante a Retirada da Laguna.
 
Obra
 
A ponte de concreto armado sobre o rio Santo Antônio substitui a construída pela gestão anterior, mas que desabou em efeito dominó, em janeiro de 2016, isolando regiões de produção agropecuária de Guia Lopes da Laguna, incluindo os assentamentos Rio Feio e Retirada da Laguna.
 
Além de facilitar escoamento da produção e acesso a Antônio João, a nova ponte irá facilitar o acesso dos estudantes da área rural às escolas urbanas. Hoje, eles são obrigados a fazer um desvio com mais de 20 quilômetros de distância.
 
Mesmo em construção, a nova obra já passou por um grande teste há duas semanas. Os pilares e as cabeceiras suportaram a forte correnteza do rio, que subiu mais de quatro metros na região devido a um temporal.