Para utilizar este site corretamente é necessário habilitar o javascript do navegador.

Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística
Tecnologia

Empresas brasileiras de diversos setores usam telemetria para fazer a gestão de suas frotas

Wed, 12 de July de 2017
Fonte: Intelog
Por ser um país continental, o que representa grandes distâncias para o transporte de cargas, e ainda ter uma economia instável, muitas empresas buscam tecnologias para otimizar o transporte e a logística de seus produtos, bem como reduzir custos.
 
Já no caso de empresas que transportam pessoas, seja nas cidades ou pelas cidades, além de minimizar custos e acidentes, há a procura pela redução da emissão de gases poluentes.
 
Diante disso, a telemetria surge como a melhor opção para fazer a gestão das frotas de qualquer porte e finalidade.
 
Empresas que usam
 
Santos destaca que empresas de vários segmentos usam os sistemas de gestão de frotas da MiX Telematics, como Coopertrans (cooperativa de transporte de produtos químicos), Triunfo Concebra (concessionária de rodovias), Transmagno (transporte pesado de oil&gas), além de empresas de transporte de passageiros, como: Viação Itamaracá, de Pernambuco; Viação São José, do Ceará; Plataforma Transportes, da Bahia; Viação Santa Therezinha, do Rio de Janeiro; Viação Transimão, São Dimas, Viação Santa Edwiges, de Minas Gerais; Viação Santa Brígida e MobiBrasil em São Paulo.
 
O que é telemetria?
 
A telemetria é uma tecnologia que permite a medição e comunicação de informações do interesse do operador ou desenvolvedor de sistemas. Ela é uma grande aliada dos transportadores, pois as informações relativas à condução do veículo são transmitidas à base de monitoramento. Com isso é possível identificar e corrigir hábitos dos motoristas, identificar situações que podem expor o veículo, a carga e o próprio condutor a riscos e otimizar o desempenho de cada veículo.
 
Os principais benefícios da são:
 
Reduzir em média 10% dos custos de combustível, o que frequentemente se equipara a um retorno de milhões;
Melhorar a gestão de rotas e de prazos de entrega, bem como a utilização dos veículos;
Rastrear em tempo real os veículos e motoristas e melhorar a atribuição dos serviços;
Identificar, monitorar e gerenciar o mau comportamento do motorista;
Gerenciar eficazmente serviços e licenciamentos, resultando na redução do desgaste do veículo, aumentando sua vida útil;
Reduzir as emissões de carbono.