Para utilizar este site corretamente é necessário habilitar o javascript do navegador.

Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística
Serviços

Multas por avanço de sinal vermelho em São Paulo crescem 798%

Fri, 11 de March de 2016
Fonte: Folha de São Paulo

Ao todo foram 225 mil penalizações no ano passado; aumento médio, considerando todas as infrações de trânsito, foi de 40%

 

As multas por avanço do semáforo vermelho aplicadas por radares cresceram entre janeiro e novembro de 2015 na cidade de São Paulo. Levantamento feito pela Folha mostra que houve aumento de 798% na comparação com igual período de 2014.

 

Ao todo foram 225 mil multas flagradas via fiscalização eletrônica no ano passado, segundo dados divulgados pela prefeitura – ainda não foram disponibilizadas as informações de dezembro. Em 2014, foram apenas 25 mil infrações nesse mesmo período. Este é o maior crescimento percentual dentre as dez multas mais aplicadas no município. O aumento médio, considerando todas as infrações de trânsito, foi de 40%.

 

Se consideradas não só os flagrantes de equipamentos eletrônicos, mas também de agentes de trânsito, as multas por avanço do sinal vermelho já são a sexta mais aplicada, com 390 mil registros.

 

A disparada das autuações está ligada tanto ao aumento de radares como ao avanço da tecnologia dos aparelhos, que hoje flagram quem desrespeita os semáforos inclusive à noite e de madrugada.

 

Segundo a CET, antes de março de 2014 os equipamentos registravam infrações por meio de câmeras fotográficas, e as imagens das autuações eram reveladas para efeito de prova. A fiscalização noturna ficava comprometida pela baixa iluminação. Naquele ano, passaram a ser instalados equipamentos com tecnologia online para capturar invasões indevidas de semáforos: as imagens chegam em tempo real, inclusive de madrugada, para um centro de análise, que digitaliza e encaminha os flagras para validação do departamento adequado da companhia.

 

Em anos anteriores, a CET até chegou a testar radares que captavam avanço noturno de semáforo, mas não eram todos, só uma minoria. Hoje, dos 925 locais de fiscalização de todos os tipos de infração de trânsito (incluindo velocidade e rodízio, por exemplo), 169 estão aptos para a fiscalização do semáforo – e com a nova tecnologia.

 

O avanço do sinal é uma infração considerada gravíssima (multa de R$ 191,54 e perda de sete pontos na CNH). Em caso de pane nos semáforos, os radares ficam simultaneamente inoperantes, impedindo que condutores sejam multados injustamente.