[wpme-user-name]

[wpme-user-name]

ANTT diz que vai estudar investimento em ferrovia entre Goiás e ES

Casagrande fez apelo por obra em trecho de Minas Gerais que ampliaria o volume de cargas de grãos e fertilizantes do Centro-Oeste para o os do Estado

O governo do Espírito Santo fez mais uma investida na tentativa de incluir o projeto conhecido como Contorno da Serra do Tigre (MG) na renovação da concessão da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA). Durante a audiência de pública, que aconteceu de forma remota nesta quarta-feira (3), o governador, Renato Casagrande (PSB), pediu que o ramal fosse contemplado no contrato, o que ampliaria o volume de cargas que vêm da região Centro-Oeste para os portos do Estado. A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) disse que vai estudar a solicitação.

A FCA (que liga Goiás à Minas Gerais e é concedida à empresa VLI) e a Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) formam o corredor Centro-Leste. Essa é a principal ligação ferroviária entre o centro do país, grande produtor de grãos, e os portos capixabas.

Contudo, o traçado da via, considerado muito íngreme no trecho da Serra do Tigre (MG), limita o volume de carga transportada e faz com que a produção “passe direto” em direção aos portos do Rio de Janeiro e São Paulo.

Segundo Casagrande, fazer o contorno desse trecho de serra é fundamental para ampliar a velocidade e a capacidade do transporte de cargas para o Estado. “O que estamos desejando com a audiência pública e com o plano de investimentos da VLI é que sejam realizados investimentos necessários no corredor Centro-Leste, dentre eles o do Contorno Serra do Tigre”, disse durante a audiência online.

A ferrovia, controlada pela empresa VLI, é a maior do país com cerca de 7 mil quilômetros de extensão e quatro corredores logísticos. A malha liga Goiás diretamente aos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. A conexão com o Espírito Santo é feita através da EFVM, sob concessão da Vale. O que está sendo discutido agora, por meio de audiência pública, são os detalhes sobre a renovação antecipada da FCA.

O investimento no trecho da Serra do Tigre é uma luta de longa data do governo mineiro, mas que também passou a ser encampada pelo governo do Espírito Santo e pelo setor produtivo capixaba. Em novembro do ano passado, por exemplo, Casagrande se reuniu com os governadores de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), e de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), para articular a consolidação do corredor ferroviário.

Fonte: A Gazeta

Investimento


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite