Aumentos do diesel, eterno pesadelo.

As empresas, para competirem nesse mercado, têm que gerenciar com cuidado os seus custos, para evitar que ele extrapole o preço. Portanto, no caso do transporte rodoviário de cargas, tem que existir sim, preocupação com os aumentos dos preços dos insumos, principalmente, combustíveis, que tem uma representatividade aproximada de 35% dos custos totais numa operação de longa distância.
 
O segredo a competitividade hoje, numa economia estabilizada é, primeiro gerenciar custos de produção e depois buscar incessantemente a produtividade.
 
De todos os insumos que compõem os custos de transporte rodoviário, sem dúvida o combustível é o mais significativo.

Fonte:


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite