Intersindical aborda manutenção das entidades sindicais, negociações coletivas e roubo de cargas

Fonte: NTC&Logística
Intersindical

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Na última sexta-feira (3), aconteceu em Vitória, a reunião Intersindical que tem por objetivo colocar em discussão assuntos de grande interesse para o transporte rodoviário de cargas, não relacionados diretamente com as questões mercadológicas. É formada por lideranças e empresários do TRC.Na última sexta-feira (3), aconteceu em Vitória, a reunião Intersindical que tem por objetivo colocar em discussão assuntos de grande interesse para o transporte rodoviário de cargas, não relacionados diretamente com as questões mercadológicas. É formada por lideranças e empresários do TRC.

No período da manhã, os principais temas debatidos foram a manutenção das entidades sindicais após o fim da contribuição obrigatória e as negociações trabalhistas após a reforma. 

Narciso Figueirôa Junior, assessor jurídico da NTC&Logística, falou sobre algumas medidas que já vem sendo adotadas pelos sindicatos do TRC para geração de receitas associativas e alternativas por meio da prestação de serviços.

Com relação às negociações coletivas, Narciso enxerga um cenário positivo, já que mesmo com o receio por conta de alguns pontos da reforma, a maioria das entidades conseguiram fazer acordos satisfatórios. 

Ainda no período da manhã, o plenário da Intersindical decidiu criar uma comissão que tratará, entre outros assuntos, da manutenção das entidades do setor.

Roubo de Cargas

No período da tarde, as discussões giraram em torno de um tema que aflige diretamente o transporte rodoviário de cargas: o roubo de cargas. Cel Paulo Roberto de Souza, assessor de segurança da NTC&Logística, apresentou o panorama nacional desse crime em 2017, no painel coordenado por Roberto Mira, vice-presidente de segurança da entidade.

A inspetora Katiane Maria Gomes, vice-presidente do Comitê Gestor da Politica Nacional de Repressão ao Furto e Roubo de Carga, falou sobre a retomada dos trabalhos em abril deste ano e que com as operações intensas no Sudeste, o roubo de cargas tem crescido na Bahia e em Goiás. Abordou a operação Égide, que vem conseguindo bons resultados.

Em seguida, o Cel Natali, assessor de segurança do Transcares, falou sobre as ações de combate aos delitos de carga no Espírito Santo, e o Dr. Fabiano Rosa, delegado titular do DEIC/ES sobre as tratativas da polícia civil do ES sobre o tema.

Intervenção no Rio de Janeiro

O Gen. Marco Aurélio Vieira fez um balanço da intervenção Federal no Rio de Janeiro e as ações de combate ao roubo de cargas. De acordo com ele, a intervenção tece cinco principais objetivos: reduzir os índices de criminalidade; recuperar a capacidade dos órgãos da segurança pública; articulação e integração das instituições do poder público; fortalecimento da imagem institucional da segurança pública; e melhoria da gestão do sistema prisional.
Até agora, os resultados alcançados foram: 280 operações monitoradas; 260 armas apreendidas; 105 mil agentes envolvidos; redução das ocorrências de roubo de cargas e veículos em 2018 em comparação aos anos anteriores. 

“A intervenção não resolverá os problemas decorrentes de muitos anos de descaso com a segurança pública”, afirmou o general. 

As soluções, de acordo com Marco Aurélio, é colocar em prática as punições previstas em lei, operações que impeçam as armas de entrarem e ações sociais, para dar estudo, entretenimento, lazer, coibindo as pessoas de entrar para o tráfico. 

Esta edição do CONET&Intersindical teve como entidade anfitriã o Transcares e contou com o patrocínio de Autotrac, CCR, Iveco, Man Latin America, Mercedes-Benz, Reed, Trade Vale, No Trexo e TOTVS. A organização foi da DBA&C Associados.

 

 

São Paulo

Rua da Gávea, 1390 - Vila Maria
CEP - 02121-020 - São Paulo/SP
Fone - (11)2632-1500

Brasília

SAS – Quadra 1 – Lotes 3/4
Bloco “J” – 7º andar – Torre “A” Edifício CNT
CEP: 70070-010 - Brasília/DF
Fone - (61)3322-3133