Ferramentas inovadoras de gestão podem levar organizações a um novo patamar

Encerramento do workshop Gestão Ágil e Mudança de Mindset teve dinâmica de grupo com uso das metodologias Scrum e Kanban

No quarto e último dia do workshop Gestão Ágil e Mudança de Mindset, foram abordadas ferramentas de grande valia para os líderes do setor transportador. Oferecida pelo Sistema CNT, a capacitação foi conduzida por especialistas da HSM, maior plataforma de educação corporativa do Brasil.

Os ensinamentos teóricos foram combinados com dinâmicas virtuais em grupo. Os trabalhos foram facilitados pelo consultor Vinícius Ferreira, que, na manhã de quinta-feira (1º), abordou o Scrum. Trata-se de uma metodologia que propõe a condução de projetos com equipes pequenas, fracionamento de entregas e feedbacks sistemáticos, sempre visando a agilidade.

“Por trás (dessa abordagem), está a ideia de deixar a hierarquia piramidal e trabalhar com estrutura de células, como um organismo vivo”, explicou Ferreira. “Trabalha-se com a quebra em microtarefas e com validações constantes com o cliente. Precisamos somar para construir. Aqui, não tem mais a figura do líder ‘super-homem’”, detalhou o especialista, que trouxe o exemplo da gestão de frota para montar o framework típico do Scrum.

Já o método Kaban, abordado na parte da tarde, proporciona uma dimensão visual aos processos. “É gestão à vista. Podem ser simples cartões, desde que funcionem como pontos de atenção dentro de um fluxo de . Eles são os nossos termômetros”, destacou o consultor. Aparentemente trivial, essa é uma ferramenta poderosa para melhorar a comunicação e identificar gargalos que comprometem a performance das empresas.

Nicole Goulart, diretora-executiva Nacional do SEST SENAT, ponderou que o momento desafiador exige flexibilidade e disposição para experimentar. “Sabemos que mudanças não se implementam da noite para o dia. Para transformarmos, é necessário que remodelemos a nossa forma de pensar, porque é nela que está a origem da forma como percebemos o mundo, planejamos e agimos. Por isso, é uma mudança de mindset”, reforçou. 

Passo a passo do Scrum

1. Listar toda as entregas/objetivo/marcos do projeto. Isso é chamado de Product Backlog.

2. Definir o tamanho do horizonte de planejamento do projeto. O horizonte chamado de Sprint (varia de 1 a 6 semanas).

3. No início de cada Sprint, olha-se para o Product Backlog e “puxa-se” o que será realizado conforme a priorização.

4. Essas “histórias” (User Stories) do Product Backlog são agora desmembradas em atividades para serem executadas no Sprint.

5. Durante o Sprint, deve ser executado o planejado. Para auxiliar o acompanhamento são realizadas reuniões diárias de 15 minutos (Daily Scrum). É um acompanhamento diário de tarefas

6. Ao final do Sprint, alguma funcionalidade deve ser entregue ao cliente. Esta deve ser validada com ele deve buscar seu feedback.

7. Ao final, ainda são realizadas três reuniões:

a. Reunião de Demonstração de Produto;

b. Reunião de Retrospectiva do Scrum;

c. Reunião de Planejamento da Sprint.

Fonte: CNT

Gestão


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite