Os lançamentos de caminhões no Brasil em 2021

Os lançamentos de caminhões em 2021 já são esperados , especialmente porque o ano é marcado pela Fenatran e muitas inovações tecnológicas estão previstas

Em 2020, o mercado registrou importantes lançamentos de caminhões. Os novos DAF XF e Mercedes-Benz Actros, além do Volkswagen Meteor e da linha de elétricos da JAC são alguns exemplos. Mas, como a promessa é de um 2021 ainda melhor, a indústria já prepara novidades. Ao mesmo tempo, os clientes aguardam ansiosos elos lançamentos. Ainda mais porque haverá o Salão Internacional de Transportes (Fenatran). O maior evento do setor na América Latina está marcado para ocorrer de 18 a 22 de outubro.

Lançamentos de caminhões em 2021 por marca

A DAF, por exemplo, confirmou que trará o CF. O novo caminhão terá o mesmo motor a diesel e as tecnologias da linha que roda na Europa. E, assim como ocorreu com o XF, modelo premium da DAF, o CF será menos poluente. Nesse sentido, já atende as normas de emissões do Euro 6. Bem como será dotado de vários sistemas eletrônicos modernos.

Os primeiros modelos da linha CF vão ser cavalos mecânicos. A DAF quer entrar em segmentos muito competitivos e em que não atua no Brasil. Cana-de-açúcar e mineração estão entre os alvos da marca. Portanto, a família deve crescer com uma versão rígida vocacional.

DAF CF

Em 2019, a DAF mostrou o CF rígido durante a Fenatran. Mas não revelou quando faria o lançamento. Contudo, os testes locais estão bem adiantados. E o modelo deverá chegar com o mesmo motor do XF.

Em outras palavras, estamos falando do Paccar MX 13. Ou seja, trata-se do seis-cilindros em linha que gera 460 cv de potência e 234,7 mkgf de torque a 2.100 rpm.

Além disso, o câmbio automatizado ZF AS-Tronic de 12 e 16 marchas deve sair de linha. Ao mesmo tempo, com a estreia da nova caixa ZF Traxon, é praticamente certa sua adoção no novo caminhão.

Enfim, o novo modelo tem capacidade de carga de 40 toneladas. Ao mesmo tempo, o suspensão dianteira tem capacidade para 9 toneladas. Ao passo que a traseira é para 32 toneladas.

No entanto, em 2020, a Foton também iniciou os testes no Brasil do TM 2.8. Trata-se de um caminhão a gás semi-leve. A iniciativa é em parceria com a Coopercarga e o Carrefour. O VUC tem motor 1.5 de quatro cilindros a gasolina que pode rodar também com GNV.

Para tanto, a Foton vai oferecer o TM 2.8 com kit gás da convertedora Convergas. O sistema, que pesa cerca de 170 kg, inclui dois cilindros com capacidade total de 30 m³ de gás. A marca informa que todas as garantias, inclusive para a conversão, serão mantidas. O TM 2.8 pode rodar até 280 km com GNV

A marca de origem chinesa também trará caminhões semipesados vocacionais ao Brasil em 2021. O intuito é preencher o espaço aberto no mercado com o fim da Ford Caminhões.

Iveco

A Iveco ampliou a linha Tector. A família tem modelos para atuar nos segmentos de leves a pesados. No entanto, a marca não oferece versões vocacionais do Tector. Como, por exemplo, para cana-de- açúcar. E essa opção pode ser lançada no Brasil em 2021.

Uma das novidades que o Estradão já adiantou é a chegada do Iveco S-Way. O modelo já foi flagrado rodando no País em testes. E o líder da marca na América do Sul, Márcio Querichelli, confirmou que quer trazer o caminhão ao Brasil.

Caminhão a gás

Além disso, a Iveco deverá lançar no País um caminhão a gás. Ainda não está claro qual vai ser o modelo que a marca fará em Sete Lagoas (MG). Pode ser a versão NP (Natural Power) do Hi-Way, que seria um forte rival do Scania a gás. E também poderá ser o Tector. Se isso acontecer, vai inaugurar a oferta da tecnologia nos segmentos menores, como o de semipesados.

Na América do Sul, a marca oferece o Tector 160E21 na Argentina e o Stralis a gás no Chile. Mas no Brasil, o Stralis não é mais fabricado.

Ao mesmo tempo, a Iveco vai ampliar a linha Daily. A versão de entrada renovada, Daily City chega em 2021. Nesse sentido, tem desenho renovado, parecido com o do restante da gama atual.

Quando lançou a nova geração, a marca manteve a versão de entrada com a cara antiga. Essa opção foi denominada de 35S14. Como é a mais vendida, a Iveco não quis mexer no preço.

Mas, a partir de 2021, com o sucesso da nova linha, todos os modelos passam a ter o mesmo desenho. Assim como as tecnologias. Essas versões de chassi-cabine, furgões e van têm PBT de 3,5 toneladas.

Mercedes-Benz

A Mercedes-Benz estava testando em operações de clientes, desde 2019, o Axor 2544 na versão 8×2. O modelo desenvolvido a pedidos de clientes não são os mais populares em vendas. Por isso, em 2020 a marca da estrela de três pontas concentrou as energias em um dos seus maiores lançamentos: o Actros. No entanto, possivelmente em 2021 o Axor 2544 configurado 8×2 chega ao mercado.

Contudo, ainda não é possível afirmar se o caminhão saíra 8×2 de fábrica ou se a Mercedes-Benz fornecerá o kit para a instalação do segundo eixo direcional em empresas terceirizadas.

Outra aposta é a versão do novo Actros SLT. O modelo é o mais pesado e robusto da marca. Sua capacidade máxima de tração (CMT) é de 500 t. O caminhão, configurado 8×4, é direcionado para operações especiais, no transporte de cargas indivisíveis. Em 2020, a fabricante havia informado que primeiro seria feito o lançamento da família de rodoviários. E que o super pesado chegaria em um segundo momento. Possivelmente em 2021.

Scania

Com o início das vendas dos caminhões movidos a GNV, GNL ou biometano e o sucesso de mais de 50 unidades comercializadas em plena crise pandêmica, nada impede que a Scania aumente a família. Por isso, uma das apostas é uma versão de maior potência e torque. Algo que está nos planos da marca.

O Scania a gás com motor de maior cavalagem pode atender operações com o caminhão 6×4, no transporte com bitrem e rodotrem. Estes são segmentos em que a marca é bastante tradicional.

Volkswagen e-Delivery

O Volkswagen e-Delivery é outro lançamento que está previsto para ocorrer no primeiro semestre de 2021. O caminhão 100% elétrico é baseado na plataforma do Delivery 13.180, porém, com maior capacidade de carga de 14 t para compensar as baterias. A partir desse lançamento, existe a possibilidade de a VW ampliar a família de eletrificados com a versão de 11 t de PBT. Modelo que também foi testado pela marca.

Com distância entre os eixos de 3.300 mm, sua bateria de tração é de íons de lítio. A potência é de 200 cv e o torque de 219,4 mkgf.

Volvo

Praticamente todas as marcas renovaram suas principais linhas, com os lançamentos de caminhões pesados. E trouxeram novas tecnologias e gerações mais avançadas de motor e transmissão. Contudo, a Volvo não ficará para trás.

Em fevereiro de 2020, a marca lançou na Europa a nova geração de caminhões pesados da linha F, formada pelos modelos Volvo FH, FM e FMX. No Brasil, a família renovada deve chegar em 2021. E este deverá ser o grande lançamento de 2021, por se tratar de uma ampla família.

Fonte: Estadão

Lançamentos


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite