Coronavírus pode ter impacto de 0,5% no PIB, diz presidente do Banco do Brasil

fcpzzp abr 07011910159

(Foto: Agência Brasil)

O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, disse nesta sexta-feira que a epidemia novo coronavírus, terá reflexos na brasileira, mas que o efeito será passageiro.

Segundo Novaes, economistas do Banco Central e da equipe econômica do governo têm avaliado que o surto pode ter um impacto no crescimento do Produto Interno Bruto, soma de todas as riquezas produzidas no país, da ordem de 0,5%.

O presidente do BB palestrou na Associação Comercial do Rio de Janeiro. Ele reconhece que a epidemia, que já afeta diversos países, é séria. No entanto, avalia que está havendo “um certo excesso de pânico”.

Rubem Novaes também comentou o resultado do PIB, que fechou o ano passado com crescimento de 1,1%, de acordo com dados divulgados pelo Instituto IBGE na quarta-feira.

O Banco do Brasil e a Associação Comercial do Rio de Janeiro assinaram nesta sexta-feira acordo de cooperação técnica para o lançamento da campanha Vem que Dá, voltada para a negociação de dívidas das micro, pequenas e médias empresas sediadas no estado.

A ação conta com o apoio do Sebrae Rio e da Fecomércio, Federação do de Bens, Serviços e Turismo do Rio de Janeiro.

Ao todo, 21 mil clientes pessoa jurídica do Banco do Brasil no estado que têm dívida com a instituição financeira estão aptos a participar das renegociações.

Fonte:


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite