Concessionárias de rodovias vão distribuir álcool em gel para caminhoneiros

Empresas liberam caminhões de pesagem e não vão cobrar pelo dano ao pavimento

As empresas concessionárias de rodovias associadas à ABCR (Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias) anunciaram neste domingo (22.mar.2020) a distribuição de álcool líquido 70% ou álcool em gel nas , além de máscaras, luvas e a disponibilização de termômetros para combater o novo coronavírus.

Os materiais serão disponibilizados a caminhoneiros nos postos de apoio aos usuários das rodovias concedidas. O atendimento pré-hospitalar também será reforçado para atender caminhoneiros autônomos.

Além dessa medida, a associação solicitará aos órgãos reguladores a suspensão da pesagem de caminhões por 90 dias. As concessionárias também abrem mão de cobrar possíveis danos ao pavimento causados pelo sobrepeso.

As ações serão implantadas gradativamente, segundo a ABCR. Abaixo a íntegra do comunicado.

“Governo reforça cuidados aos profissionais de transportes e suspende pontos de pesagem em rodovias federais. Intenção é evitar retenções e pontos de contato entre os profissionais do transporte de cargas.

Medida é temporária

O Ministério da Infraestrutura, através do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), vai suspender postos com balanças de pesagem nas rodovias federais por tempo determinado.

A medida vale para as rodovias administradas pelo DNIT e pelas concessionárias privadas. A Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), assim como entidades representativas do transporte de cargas, já foram comunicadas.

Segundo o ministro Tarcísio Gomes de Freitas, o foco principal da medida é evitar um maior tempo de retenção e de contato entre profissionais do transporte de cargas. O Governo também prepara, junto a entidades que representam o setor, uma série de medidas de orientação e de triagem em pontos estratégicos dos principais corredores logísticos do país.

“É uma medida objetiva no sentido de garantir uma maior proteção ao profissional de transportes. Temos uma missão de garantir o abastecimento e a circulação de bens no país e para isso precisamos cuidar destes profissionais evitando ao máximo esse tipo de contato. A fiscalização se dará no momento do embarque”, explicou Tarcísio.

SERVIÇOS ESSENCIAIS – Após a primeira reunião do Conselho Nacional de Secretários de Transportes, Governo Federal e estados concordaram em garantir a livre circulação do transporte de cargas em rodovias. Para isso, decretos estaduais que suspendem atividades econômicas estão sendo ajustados para garantir serviços essenciais ao setor, como borracharias, oficinas e pontos de alimentação nas rodovias. Espírito Santo, Alagoas e Maranhão já editaram novos decretos adequados à deliberação do colegiado.”

Fonte:


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite