DECOPE divulga novos dados sobre o impacto do coronavírus no setor

WhatsApp Image 2020-04-01 at 09.30.49 (1).jpeg

O Departamento de Custos Operacionais da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (DECOPE) continua monitorando diariamente o impacto do volume de cargas desde o início da pandemia da Covid-19 no Brasil.

A primeira apuração que aconteceu durante os dias 23 e 24 de março com empresas de vários tamanhos e segmentos de todo o Brasil, ligadas à &Logística e às suas entidades parceiras, demonstrou uma queda de 26,14% no volume de cargas em relação à operação normal das transportadoras.

Nos últimos 15 dias, desde que começaram o monitoramento não houve retração nos números, segundo os dados divulgados ontem, 31 de março, pelo departamento que apontou na variação da demanda geral uma queda de 26,90%, chegando a quase 1% a mais em relação a última comparação.

Para as cargas fracionadas, aquelas que contêm pequenos volumes, a queda chegou a 30,92%, número que corresponde a entregas para pessoas físicas, distribuidores, lojas de rua e de shoppings, além de supermercados e outros estabelecimentos. Já para cargas lotação, que ocupam toda a capacidade dos veículos, a pesquisa aponta queda de 23,24%, demonstrando desaceleração do agronegócio, do geral e de grande parte da indústria.

O DECOPE continua monitorado e fará divulgações semanais dos dados coletados até o fim da crise. As empresas devem responder diariamente para que os números sejam constantemente atualizados.

Confira a pesquisa completa aqui

Participe da pesquisa

Fonte:


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite