Pesquisa CNI: Confiança de empresários é a menor da série histórica

Devido a pandemia do novo coronavírus, que diminuiu o consumo, os empresários industriais do Brasil estão temorosos com o presente e o futuro. Foi o que revelou o Índice de Confiança do Empresário Industrial de maio da Confederação Nacional da Indústria (CNI). O índice continua no menor patamar da série histórica, em 34,7 pontos. A pesquisa utiliza uma escala que varia de 0 a 100. Todo valor abaixo de 50 pontos é considerado negativo.

O economista da CNI Marcelo Azevedo destaca os principais pontos revelados no estudo.

O Índice de Confiança é dividido em dois pontos: as condições atuais e as expectativas. Em relação ao presente, ele caiu quase nove pontos percentuais, ficando em 25 pontos. Essa queda vem ocorrendo desde fevereiro.

Apesar do descontentamento com o presente, os empresários estão menos pessimistas em relação aos próximos seis meses. Nesse quesito, o índice aumentou quase 5 pontos em maio, e foi para 39,5.

A pesquisa da CNI é realizada para traçar as expectativas dos empresários e promover estratégias para o setor, explica o economista da entidade, Marcelo Azevedo.

O levantamento ouviu 1.370 empresários, a maioria donos de pequenas e médias empresas, entre os dias 4 e 8 de maio.

Fonte:


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite