O trabalho continua, com uma nova rotina

Em meio ao caos deflagrado pela pandemia do novo coronavírus, enquanto outros setores produtivos sofriam os impactos negativos da paralisação de suas atividades, o transporte, como atividade essencial, continuou operando. 

Mas embora o trabalho tenha continuado, a rotina mudou muito! No caso das transportadoras capixabas, iniciou-se uma corrida para colocar em prática os novos protocolos de segurança exigidos em tempos de Covid-19. Afinal, para continuar rodando e garantindo o abastecimento, o TRC precisaria, antes de tudo, ser seguro em toda sua cadeia logística.

Na prática, isso significou investimento em kits e produtos de higiene, orientação e distribuição de equipamentos de proteção individual (EPIs), desinfecção dos veículos e dos ambientes de trabalho, e muita informação e conscientização. Tudo isso pensado e colocado em prática em meio à quarentena e às incertezas do que a pandemia vai deixar de herança.

A Pedra Branca Transportes, de Ibiraçu, na Região Norte do Espírito Santo, foi uma das transportadoras que em meio às turbulências precisou adequar toda sua operação. Após um abril marcado pela queda brusca das operações (rodou 25% de sua capacidade) e do faturamento, que fez com que 100% dos colaboradores administrativos fossem postos em férias, maio chegou demandando novas estratégias.

“Dividimos nosso Plano de Contingência em três fases. Na primeira, colocamos a equipe em férias; na Fase 2, iniciada no mês de maio, as pessoas começaram a voltar ao trabalho e passamos a atender às demandas do momento. E ainda em maio colocamos em prática a terceira etapa, com um olhar voltado à saúde e segurança de nossos trabalhadores”, explicou o diretor administrativo e financeiro, Sidnei Augusto Bof.

A empresa afastou os trabalhadores que integram o grupo de risco e quem está na ativa segue uma série de recomendações. Antes de ir para a estrada, cada motorista recebe um kit contendo álcool em gel, flanela e máscaras. Dentro da empresa, os ambientes estão sendo esterilizados, todos trabalham de máscara e têm à disposição dispensers de álcool a 70%. A diretoria também investiu num desinfetante bactericida que é aplicado nos caminhões, quando chegam à empresa. 

Além disso, foi desenvolvida uma campanha interna com foco em saúde mental – as notícias são enviadas por WhatsApp para os setores administrativo e operacional – e de 15 e 15 dias a empresa de segurança de trabalho que atende a Pedra Branca faz palestras temáticas. “Na última palestra, abordaram o quanto precisamos aumentar a atenção com a segurança do trabalho, pois este não é o momento de ninguém ir ao hospital machucado”, justifica o diretor.

Conscientização, prevenção e segurança

As medidas tomadas pelas empresas, nas últimas semanas, têm o propósito de garantir a segurança dos trabalhadores por meio da prevenção e da conscientização. 

Maior produtora de aços planos do Brasil e uma das  mantenedoras do Transcares, a ArcelorMittal Tubarão implementou o teletrabalho para 100% das funções possíveis, liberou aprendizes e estagiários, reforçou das ações de higienização dos espaços, equipamentos e transportes coletivos internos, ampliou o distanciamento seguro nos ambientes coletivos,  está medindo a temperatura dos empregados e prestadores de serviço que vão à empresa, e distribuindo máscaras para uso interno. Além disso, há pontos de álcool em gel em toda a usina e a empresa tem oferecido acolhimento psicossocial e intensificado campanhas orientativas para a equipe e seus familiares.

“Em meio a este cenário desafiador que nos encontramos, nossa maior preocupação é com a saúde e segurança dos nossos empregados e parceiros, bem como com a manutenção dos empregos e a operacionalização dos nossos processos que são essenciais para o negócio e para a sociedade. Estamos trabalhando, mas sempre com foco no cuidado com a prevenção e a segurança”, ressaltou João Bosco Reis da Silva, gerente-geral de Sustentabilidade e Relações Institucionais.

Por falar em trabalho, isso não tem faltado na Estilo Transportes, de Cariacica, mesmo durante pandemia. Como a empresa transporta produtos hospitalares, de limpeza e higiene, e também para o setor mercadista, a diretora-executiva, Thamyres Cirilo, viu sua demanda aumentar de um dia para o outro. Sem redução de jornada ou férias coletivas, a movimentação da transportadora continuou a mesma dos dias comuns. Então, houve todo um investimento para garantir a saúde de todos os trabalhadores.

Na Estilo, caminhões não saem da garagem sem o kit diário de segurança, contendo álcool, luva descartável e sabonete líquido, 100% da equipe recebeu máscaras, cujo uso é obrigatório, o horário de almoço está intercalado, para evitar aglomeração, as reuniões são virtuais, a limpeza da empresa acontece três vezes ao dia e tanto na plataforma quanto na área administrativa há água, sabão e álcool em abundância.

“O novo causa desconforto e as medidas foram implementadas em meio a um alto nível de estresse. Então, houve certa resistência interna no tocante a seguir à risca as medidas, mas deixamos claro que ou todos adotavam ou iríamos paralisar as atividades. Batemos forte na tecla da conscientização, tanto na matriz quanto na filial de São Paulo, e estamos conseguindo vencer. Até agora, estamos mantendo a operação e o melhor, não tivemos ninguém diagnosticado com a Covid-19 até agora”, comemora Thamyres.

Fonte:


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite