Estratégias empresariais na retomada da economia

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 94,3% das empresas são de micro e pequeno porte, 4,6% de médio e apenas 1,1% de grande porte. Com relação ao emprego, são 30% nas grandes indústrias de micro e pequeno porte. Outra pesquisa feita pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), aponta que as micro e pequenas empresas foram responsáveis pela criação líquida de 621 mil novos postos de , enquanto as grandes companhias continuaram com redução de vagas. 

Nos momentos de crise, a retomada é a parte mais desafiadora, já que a superação requer estratégias. Entretanto, os métodos falham quando não são bem planejados, intuitivos e até mesmo, improvisados. É por este motivo que muitos gestores são pegos de surpresa com a chegada de uma crise, sem um planejamento estratégico de negócio. 

Esse tipo de planejamento, além de essencial e metodológico, faz-se uso eficaz dos recursos disponíveis. O objetivo é conseguir melhores resultados, tornando a empresa apta a explorar oportunidades à longo prazo, visando alcançar a sustentabilidade. 

Sua base advém do estabelecimento do propósito da empresa, sua visão de futuro e quais serão os valores que nortearão as ações e atitudes de todos os envolvidos, para então, ser definidos os caminhos para tornar essa visão real, colocando metas menores e identificando quais competências serão desenvolvidas. 

A partir daí, deve ser consolidado um plano de ação com definição de prazos e encarregados. Os planos precisam ser acompanhados e reestruturados para fazer frente às mudanças internas e externas de uma organização além do acompanhamento da situação financeira da empresa, gerando assim, um equilíbrio econômico-financeiro. 

Realizar o planejamento estratégico não é uma tarefa individual. Ele requer organização e a cooperação na coleta de informações, no estabelecimento de objetivos e metas, na oferta de ideias criativas e no cumprimento dos compromissos de busca.

Lucas Scapini, empresário, Diretor Comercial do Grupo Scapini e atua nas entidades do setor como Diretor da FETRANSUL e SETCERGS e Vice-coordenador do Núcleo da COMJOVEM de Porto Alegre 

Fonte:


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite