CONET discute os resultados do primeiro semestre do setor

Evento tradicional foi realizado on-line e discute números que impactaram o transporte de cargas nos últimos meses

Diante de uma plateia totalmente on-line, mais de 180 pessoas, dentre elas empresários, representantes de entidades e profissionais do transporte rodoviário de cargas, acompanharam a edição de agosto do Conselho Nacional de Estudos em Transporte, Custos, Tarifas e Mercado (CONET), na qual dados do setor foram disponibilizados com base no primeiro semestre de 2020.

Pela primeira vez na história, o evento de quase 50 anos foi realizado pela internet. Desde sua criação, o CONET e a Intersindical já passaram por diversas cidades brasileiras, como Bento Gonçalves, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, João Pessoa, São Luís, Vitória, Natal, São Paulo, Salvador, Rio de Janeiro e Rio Quente. O objetivo sempre foi percorrer o Brasil debatendo e apresentando temas do setor para representantes de entidades e empresários.

O presidente da NTC&Logística, Francisco Pelucio, abriu o evento e agradeceu a todos os participantes, patrocinadores e apoiadores. Na oportunidade, comentou: “Diante desse momento de distanciamento, por conta do novo coronavírus, decidimos fazer uma versão compacta do CONET, realizando ele on-line, porque não poderíamos deixar de divulgar o resultado da Pesquisa da NTC/ANTT que mostra o índice de defasagem do frete e de contribuir com outras informações para todos os representantes do TRC”.

Dando continuidade à programação, o presidente da Confederação Nacional do Transporte (CNT), Vander Costa, ressaltou a importância do CONET e comentou sobre o trabalho que vem sendo realizado em Brasília junto ao congresso nacional. “Estamos trabalhando com o parlamento para resolução dos assuntos que prejudicam de alguma forma o setor transportador, como a desoneração da folha e a lei geral de proteção de dados”.

Eduardo Rebuzzi, vice-presidente da &Logística, comentou: “Gostaria de parabenizar os presidentes das federações e das associações. Também o dos subgrupos, sendo eles o trabalhista, o tributário, o regulatório e o de infraestrutura, que começaram a funcionar novamente e estão desenvolvendo ações importantes para o setor. Quero destacar também o da COMJOVEM, que realizou recentemente o evento COMJOVEM EXPERIENCE, que foi um importante encontro. Por fim, gostaria de agradecer aos coordenadores André de Simone, Antonio Ruyz e Joyce Bessa, além de a toda a equipe da por essa realização”. Ele também deu destaque à importância do trabalho realizado pelas maiores entidades do setor: “As pesquisas da CNT e da nesse período têm sido fundamentais para nortear o relacionamento com as autoridades às quais nós precisamos levar os assuntos e para defender o setor e a economia que sustentamos, também pela relação com o mercado e com as empresas”.

O panorama completo das vinte semanas de acompanhamento do impacto da crise no setor foi divulgado pelo assessor técnico da entidade, Lauro Valdívia. Responsável pela pesquisa junto ao DECOPE, Valdívia fez uma análise dos números para os participantes do evento. A queda brusca registrada quando as medidas de isolamento social atingiram um ápice no país chegou a levar a demanda de cargas a uma variação negativa de 45,2% em abril, com os segmentos de shopping centers e indústria automobilística figurando entre os mais impactados, segundo a pesquisa. Hoje, após quinze semanas de recuperação, a demanda geral está em 22%, uma recuperação de 51% da perda registrada.

“Esperamos, com a abertura total de shoppings, lojas de rua e restaurantes, que voltemos à normalidade em três meses, com o fim do ano, Natal e Ano Novo”, acredita o presidente da NTC, Francisco Pelucio. Ele também avalia que o período que se aproxima pode ajudar a ampliar a retomada, aliada ao crescimento do comércio eletrônico.

As informações sobre defasagem do frete, custos do transportador de cargas e seus impactos também foram apresentados pelo assessor técnico, que detalhou informações relevantes para os empresários, fazendo uma análise do comportamento do setor no primeiro semestre de 2020.

Após as discussões e sugestões dos representantes de entidades de todo o Brasil, a assessora jurídica da NTC&Logística e secretária do CONET, Gildete Menezes, leu o comunicado do evento de agosto de 2020. O documento destacou que a pesquisa realizada pelo Departamento de Custos Operacionais (DECOPE/NTC) no mês de julho de 2020 aponta para uma variação nos últimos doze meses, suportada pelo transportador, de 3,50% nas operações com transporte de cargas fracionadas e de 2,57% nas operações com cargas lotações ou fechadas.

O Comunicado também ressalta a importância e a força do setor: “É de se destacar também que o transportador, mesmo com todas as dificuldades e, na maioria dos casos, com prejuízo, garantiu o abastecimento do mercado em tudo que é essencial para manter o bom funcionamento da sociedade”.

Confira aqui o comunicado na íntegra

Ao finalizar o evento, o presidente da NTC, voltou a agradecer aos presentes e falou da expectativa da edição 2021: “O CONET&INTERSINDICAL será em março de 2021 em Belo Horizonte, com o apoio do nosso amigo e anfitrião Gladstone Lobato, presidente do SETCEMG, e com certeza faremos mais uma vez um grande evento para todos os transportadores”.

O CONET Online é uma realização da NTC&Logística com o apoio da CNT, SEST SENAT e ITL e patrocínio da Iveco e da Volkswagen Caminhões e Ônibus.

Fonte: NTC&Logística

CONET


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite