A CONCORRÊNCIA DESLEAL NA PRECIFICAÇÃO DE FRETE

Com a crise econômica que atingiu o País nos últimos tempos, notamos um aumento considerável na busca por preços menores em todos os setores do mercado interno.

Com isso, também aumentou a procura por valores menores para o Transporte de Cargas, causando uma instabilidade muito grande na precificação de frete para o Transportador. Hoje a concorrência está totalmente desleal no mercado, valores de frete sendo jogados lá embaixo, sem nenhuma utilização de critério ou base para formulação do preço.

Infelizmente, nota-se que está se vendendo mais preço do que qualidade, e isso dificulta muito o de empresas que trabalham 100% dentro das leis estabelecidas no nosso País, que por sinal, não são nada flexíveis. Baseando-se nesses aspectos, podemos notar que hoje, a principal barreira para o crescimento do setor no Brasil é criada por membros do próprio setor.

Podemos notar, que a grande maioria das empresas que praticam essa de preços baixos já passaram, estão passando ou logo irão passar por alguma instabilidade financeira, causada pelos próprios gestores da mesma.

Também não podemos esquecer que no meio desse cenário todo, entra o cliente pagador do frete, que tem mudado seu comportamento no mercado dando abertura para essa prática desleal de preços, pois a alguns anos atrás, procuravam por qualidade e preço justo e hoje procuram pelo preço baixo, deixando a qualidade à “sorte”.

Para finalizar, podemos concluir que o mais importante no momento para combater essa deslealdade, é nos unir e exigir maior fiscalização em todos os processos que acompanham o Transporte Rodoviário de Cargas. Pois acredito que uma fiscalização justa e rigorosa pode com certeza aumentar a rentabilidade e qualidade em um âmbito geral na nossa categoria.

Fonte:


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite