Federação quer investir em tráfego marítimo em Santa Catarina

Foto: Diógenes Pandini/NSC

A Fetrancesc quer dar os primeiros passos para investir em cabotagem em Santa Catarina e, para isso, vai contratar estudo sobre o assunto. A decisão foi tomada durante reunião do conselho de representantes da entidade. O estudo será desenvolvido pela Compass Logística

A cabotagem facilitará o tráfego nas rodovia, com a retirada dos caminhões das operações de longa distância. Além disso, vai evitar acidentes e assegurar motoristas e transportadoras em relação às ocorrências de roubo de cargas, já que, entre Santa Catarina e Nordeste, os veículos de cargas passam pelo trecho com maior índice de ocorrências: São Paulo e Rio de Janeiro.

Acima de tudo, a cabotagem auxiliará no descanso do motorista, que, ao realizar uma viagem de Santa Catarina ao Nordeste, tem dificuldades de encontrar um local para parar o veículo. Há poucos pontos de parada e apoio. Atualmente, os locais mais seguros para eles descansarem são os postos de , que nem sempre dispõem de infraestrutura necessária.

A alternativa da utilização de cabotagem é apoiada pelo governo federal, que em 11 de agosto enviou ao Congresso Nacional o projeto de lei que cria o programa de incentivo à cabotagem, o “BR do Mar”.

– Vamos contribuir para a agilidade na atividade do transporte de longa distância, e redução de caminhões nas rodovias, além de, consequentemente, contribuirmos com o meio ambiente, já que menos veículos emitirão poluentes no ar. A cabotagem não anulará o transporte de cargas. Ao contrário: será o maior aliado para o novo momento da atividade, avalia o presidente da Fetrancesc, Ari Rabaiolli.

Fonte: NSC

Cabotagem


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite