A Renovação das Lideranças no TRC

Muito se discute sobre os atuais líderes no cenário do Transporte de Cargas quando olhamos para dentro das entidades que representam a classe patronal do setor,

Quando olhamos com conhecimento temos a impressão de que estamos bem representados e sem dúvida nenhuma por pessoas que conhecem os desafios e dificuldades que rodeiam as empresas,

Quando digo que o olhar com conhecimento traduz a tranquilidade da impressão é que se participarmos das entidades e entendermos o que a entidade tem condições de fazer e entender que tudo dentro da entidade depende de apoio político entenderemos porque algumas coisas demoram ou simplesmente não acontecem,

Se os participantes de uma entidade sindical ou associação de classe são taxados ou rotulados pelo que não fazem e quando fazem ninguém percebe, quais os motivos para a participação dos líderes que compõem as entidades?

São muitos os benefícios para os participantes e dentre eles o conhecimento do cenário antes de todos aqueles que não participam, além de estar por dentro de leis que mudam a cada momento e com estas tirar proveito em possíveis benefícios fiscais de forma que gere lucro na atual operação, dentre outros benefícios como os melhores fornecedores de bens e serviços para nosso negócio com preços mais baixos do que o mercado comum, e muitos outros benefícios,

Se por um lado temos a impressão de ter sempre os mesmos líderes, por outro lado temos a esperança da renovação com o fenômeno que vem se consolidando nos mais diversos sindicatos espalhados pelo Brasil chamado de Comjovem, este nome foi concebido em São Paulo pelo Setcesp inicialmente para denominar a então Comissão de Jovens Empresários e Executivos do Transporte Rodoviário de Cargas e o nome Comjovem fixou de maneira que se propagou por todos os sindicatos e virou o símbolo da renovação quando a & Logistica levou a ideia a frente inserindo nos mais diversos locais a ideia,

A Comjovem é sem sombra de dúvidas uma realidade dentro das entidades e com relevantes serviços prestados ao TRC no que diz respeito à formação de novos líderes, dentre eles já temos exemplos de sucessão como o caso do Setcesp em São Paulo que é o maior sindicato patronal de transporte rodoviário do Brasil e que tem o atual presidente oriundo da Comjovem, Tayguara Helou teve uma trajetória na comjovem e é herdeiro de uma tradicional empresa de transporte rodoviário de cargas e também herdeiro de seu pai Urubatan Helou ex presidente do Setcesp das habilidades sindicais as quais ele dedica hoje parte de seu tempo em prol do setor,

Com esse exemplo que firma a posição da Comjovem dentro dos sindicatos, e outros mais como as constantes trocas de presidentes de sindicatos que estão ocorrendo Brasil a fora podemos vislumbrar em um futuro próximo um setor mais forte mais unido e mais moderno,

A modernidade que sugiro será primordial se ocorrer a tão esperada reforma trabalhista que da forma como está proposta acabará a contribuição compulsória aos sindicatos e eles somente sobreviverão se tiverem serviços a oferecer aqueles que espontaneamente se associarem,

Além do mais em 2018 ocorrerão eleições na CNT Confederação Nacional do Transporte, entidade máxima que coordena todos os modais de transporte inclusive o TRC e onde a previsão é de que a próxima presidência seja de algum representante do Transporte Rodoviário de Cargas e com isso abriria mais vagas ainda para novas gerações nas bases sindicais,

Meu caro leitor com certeza recomendo a vossa participação nas entidades de sua base territorial e espero que some as atuais lideranças e cobre destes as necessidades da sua região.

Responsável: Marcelo Rodrigues

Fonte: NTC&Logística

Artigo


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite