Representantes do TRC reúnem-se com ministro Sergio Moro

Na tarde de ontem (11/6), o presidente da &Logística e da seção de cargas da CNT, José Hélio Fernandes, o presidente da CNT, Vander Costa, o presidente da NTU, Eurico Galhardi, e o presidente da FETRAMAZ, Irani Bertolini, reuniram-se com o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, em Brasília. 

 

WhatsApp Image 2019 06 11 at 17.09.43

Dentre os assuntos tratados na reunião pode-se destacar o roubo de cargas no setor e e suas graves consequências para os respectivos segmentos e, como ferramenta de combate a este delito, restabelecer o Comitê Gestor da Nacional de Repressão ao Furto e Roubo de Veículos e Cargas, criado em 2015.

Além disso, as lideranças presentes pediram ao ministro uma atenção especial para restabelecer, de alguma forma, que a pessoa jurídica que for pega transportando, distribuindo, armazenando ou comercializando produtos fruto de roubo, tenha sua inscrição no CNPJ cassada. 

De acordo com José Hélio, esse e outros dois artigos (3º, 4º e 5º) foram vetados no Projeto de Lei nº 13.804/2019, que dispõe sobre medidas de prevenção e repressão ao contrabando, ao descaminho, ao furto, ao roubo e à receptação de cargas em todo o país. “O roubo de carga só existe porque muitas empresas fazem a receptação. Ninguém rouba uma carga sem ter destino certo.”, afirma. “O cancelamento do CNPJ dificultaria a atuação de empresas receptadoras”, conclui. 

Também estiveram presentes na reunião o diretor geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, o diretor geral da Polícia Rodoviária Federal, Adriano Furtado, e o chefe de gabinete da CNT, Guilherme Sampaio.

Fonte:


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite