Ministro recebe representantes do setor produtivo para discutir tabela de frete de caminhoneiros

Um dia depois da suspensão da nova tabela de frete , o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, se reuniu nesta terça-feira (23) com representantes de setores produtivos para discutir o assunto.

Na agenda do ministro, o encontro aparece como reunião com “representantes e entidades dos embarcadores”, isto é, aqueles que pagam os fretes aos caminhoneiros.

Segundo a pasta, a reunião já estava agendada antes de a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) suspender cautelarmente a resolução publicada na semana passada que estabelecia novas regras para o cálculo do piso do frete rodoviário.

A decisão aconteceu após pedido do Ministério da Infraestrutura, que afirmou em nota ter observado “insatisfação em parcela significativa dos agentes de transporte” e que “diferenças conceituais quanto ao valor do frete e o piso mínimo” deviam ser novamente discutidas.

Entre os presentes na reunião (veja lista completa ao final da reportagem), estão a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que questionam o uso da tabela no Supremo Tribunal Federal (STF) e dizem que o tabelamento obrigatório viola a livre concorrência. O julgamento na Corte está previsto para o dia 4 de setembro.

Após a reunião, a diretora de relações institucionais da CNI, Mônica Messenberg, afirmou que o setor produtivo “demonstrou grande estranheza com a revogação” da tabela, mas que o ministro esclareceu que se trata apenas de uma suspensão das regras publicadas na semana passada.

Fonte:


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite