Governo mantém expectativa sobre leilões de infraestrutura no 2º semestre

 

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, reiterou nesta quinta-feira visão otimista sobre os projetos de concessão de rodovias, aeroportos, ferrovias e preparados pelo governo federal e que espera contar com o leilão da estrada BR-163, importante via de escoamento da safra do Centro-Oeste pelo norte do país, até o final deste ano, apesar da crise gerada pelo novo coronavírus.

O ministro participou de conferência online organizada pelo BTG Pactual e que contou com participação dos presidente-executivos da Rumo, João de Abreu, e da Hidrovias do Brasil, Fabio Schettino.

Segundo o ministro, os leilões de infraestrutura “terão apetite e bolso” e no caso da BR-163, cuja pavimentação foi concluída pelo Exército este ano, “a ideia é que possamos publicar este edital no segundo semestre e fazer o leilão no final do ano”.

A BR 163 é considerada como uma “ponte” logística, enquanto a ferrovia Ferrogrão, de mais de 900 quilômetros entre o Mato Grosso e o Pará e que corre paralela à rodovia, não sai do papel. Sobre a via férrea, Freitas afirmou que seu ministério vai mandar para o Tribunal de Contas da União (TCU) o projeto de concessão em maio, mas não comentou quando o leilão poderia ser realizado.

Os projetos de concessão de infraestrutura são um dos principais pontos de esperança do governo de Jair Bolsonaro para geração de empregos e recuperação da do país. A expectativa de Freitas é que os projetos viabilizem cerca de 250 bilhões de reais em investimentos ao longo dos próximos anos, a maior parte a ser gerada pelo setor privado.

Fonte:


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite