Petrobras registra lucro de R$ 18,9 bilhões no segundo trimestre de 2019

Fonte: Frota e Cia
Petrobras

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

A Petrobras, no segundo trimestre de 2019, registrou um lucro líquido de R$ 18,9 bilhões. Segundo a estatal, esse resultado representa um aumento de 368% em relação ao lucro líquido registrado no primeiro trimestre de 2019, que foi de R$ 4 bilhões e 87% comparado ao segundo trimistre de 2018, que foi de R$ 10,1 bilhões.

De acordo com a companhia, a principal explicação para esse desempenho foi a conclusão da venda de 90% da participação da Petrobras na Transportadora Associada de Gás S.A.(TAG), no valor de R$ 33,5 bilhões, sendo R$ 2 bilhões destinados à liquidação da dívida da transportadora com o BNDES. O aumento das cotações internacionais do petróleo e a valorização do dólar frente ao real também impactaram positivamente os resultados da companhia.

A Petrobras registrou um Ebitda ajustado de R$ 32,7 bilhões, representando um crescimento de 19% em relação ao trimestre anterior, em função de maiores preços do petróleo, maior volume de venda de diesel e incremento nas margens de gasolina, nafta e gás natural. Além disso, o fluxo de caixa livre foi positivo pelo 17º trimestre consecutivo, totalizando R$ 11,3 bilhões.

A dívida líquida continuou sua trajetória decrescente, fechando em US$ 83,7 bilhões no segundo trimestre deste ano, uma redução de 12% em relação ao trimestre anterior. Com uma gestão ativa da dívida, também foi possível aumentar o prazo médio de vencimento de 9 para 10 anos, com a manutenção da taxa média de juros em 6% a.a. O índice de dívida líquida/Ebitda ajustado também caiu para 2,69x, 16% inferior ao registrado no primeiro trimestre de 2019.

Os investimentos totalizaram US$ 2,6 bilhões, sendo 82% em atividades de exploração e produção. Em benefício da transparência e da eficiência da alocação de capital, revisamos os investimentos de 2019 de US$ 16 bilhões para o intervalo de US$ 10 a US$ 11 bilhões.

No segundo trimestre de 2019, reduzimos a taxa de acidentados registráveis de 1,02 acidentado por milhão de horas trabalhadas no primeiro trimestre deste ano para 0,88 acidentado por milhão de horas trabalhadas, abaixo do limite de alerta de 1,0.

“Apresentamos um bom resultado financeiro no segundo trimestre, beneficiado principalmente pela venda da TAG, com lucro líquido alcançando um recorde histórico de R$ 19 bilhões. Continuaremos nossa trajetória de geração de valor, com foco nos ativos de maior retorno, como o pré-sal, e busca incessante para redução de custos”, disse o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco.

Mais Lidas

Siga no Instagram

São Paulo

Rua da Gávea, 1390 - Vila Maria
CEP - 02121-020 - São Paulo/SP
Fone - (11)2632-1500

Brasília

SAS – Quadra 1 – Lotes 3/4
Bloco “J” – 7º andar – Torre “A” Edifício CNT
CEP: 70070-010 - Brasília/DF
Fone - (61)3322-3133