Rodovias e Transnordestina são essenciais para logística do Ceará

Fonte: Diário do Nordeste
Infraestrutura

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Quando concluída, Transnordestina irá aumentar competitividade do CearáQuando concluída,
Transnordestina irá aumentar competitividade do Ceará(FOTO: Natinho Rodrigues)

A competitividade do Estado só vai melhorar com a evolução do sistema rodoviário e a conclusão da ferrovia, avalia a gerente de negócios industriais do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp), Alessandra Grangeiro

A melhoria da qualidade do sistema rodoviário e a conclusão da Ferrovia Transnordestina são os dois fatores que podem alavancar a competitividade e a logística do Ceará em atração de investimentos. É o que diz a gerente de negócios industriais do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp), Alessandra Grangeiro, que participa hoje (27) e amanhã (28) da Feira Internacional de Logística e do XIV Seminário Internacional de Logística (Expolog), evento promovido pelo Diário do Nordeste.

“Nós já temos o Porto do Pecém como hub marítimo de conectividade com o mundo, então a gente tendo uma melhoria do sistema rodoviário e a conclusão da Transnordestina, nós conseguiremos trabalhar de forma mais integrada os modais logísticos. Isso, com certeza, seria um fator diferenciado para destacar a competitividade do Ceará”. 

Ela ressalta que o Cipp já possui importantes atrativos para investimentos, como a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) e a parceria com o Porto de Roterdã, que desde o ano passado é um dos acionistas do porto cearense.

“A ZPE, única em operação no País, oferece uma série de benefícios administrativos, cambiais e fiscais para aquele investidor que tem um olhar voltado para a exportação. Então, é um grande equipamento que merece um destaque e atenção no Estado como grande fator diferencial de competitividade”, avalia a gerente de negócios industriais do Cipp.

Grangeiro destaca ainda as obras de ampliação do Porto do Pecém como um dos diferenciais. “Todas as obras de expansão do Porto, que passa pela conclusão de sua segunda ampliação, uma nova ponte de acesso, um novo gate de entrada e saída de produtos, são diferenciais. Nós já temos uma correia transportadora que também é um equipamento moderno e atrativo para empresas que trabalham com granéis sólidos e vamos ter mais um berço de atracação. São alguns exemplos de investimentos que estão sendo feitos”, acrescenta.

Sobre a parceria com Roterdã, a gerente de negócios industriais diz que o porto holandês tem bastante expertise na área portuária. “A partir do momento que ele se tornou acionista, ele deixou o Pecém numa condição financeira confortável, à medida que não há necessidade de o Porto buscar financiamento para investir em processos e obras de infraestrutura”.

Feira

Com o tema central “Inovação, Integração e Sustentabilidade”, a edição deste ano da Expolog espera receber mais de 4 mil participantes nos dias 27 e 28 de novembro, no Centro de Eventos do Ceará. O evento conta ainda com três auditórios com programação simultânea e reúne players em palestras nacionais e internacionais.

“O evento, neste ano, está bem diversificado com três auditórios. Vamos ter a presença de autoridades nacionais e internacionais do setor de logística. Vamos ter um talk show, palestras, vamos ter espaço para jovens profissionais voltado para logística e habilidades interpessoais, teremos também um encontro de negócios, com uma oportunidade muito relevante no setor”, explica Grangeiro.

São Paulo

Rua da Gávea, 1390 - Vila Maria
CEP - 02121-020 - São Paulo/SP
Fone - (11)2632-1500

Brasília

SAS – Quadra 1 – Lotes 3/4
Bloco “J” – 7º andar – Torre “A” Edifício CNT
CEP: 70070-010 - Brasília/DF
Fone - (61)3322-3133