Flat Preloader Icon
CIT apresenta moção em apoio a MP 1.153/2022 na conferência geral em Nova Iorque 

CIT apresenta moção em apoio a MP 1.153/2022 na conferência geral em Nova Iorque 

Em reunião realizada no último dia 20/04/2023, em Nova Iorque, na sede da ONU – Organização das Nações Unidas, a Câmara Internacional da Indústria de Transportes – CIT, com a presença de 19 países membros, foi aprovada moção de apoio à aprovação e conversão em lei pelo Congresso Nacional do Brasil de norma estabelecendo a contratação de seguro para cobertura da responsabilidade por danos à carga, durante a operação de transporte, com exclusividade ao transportador.

Confira aqui a íntegra do documento

Simulador Combustível – DIESEL | FEVEREIRO/24

Simulador Combustível – DIESEL | FEVEREIRO/24

O período indicado representa a semana de referência do dado pesquisado e disponibilizado pela ANP, respeitando o critério histórico de divulgação e a metodologia da pesquisa.

Entre 30/7/2017 e 30/12/2017, os 459 municípios pesquisados foram distribuídos da seguinte forma: as 26 capitais e o Distrito Federal pesquisados semanalmente e outros 432 municípios pesquisados quinzenalmente, alternando-se a cada semana um determinado grupo (Grupo A com as 27 capitais mais 215 municípios e Grupo B com as 27 capitais e outros 217 municípios).

Para mais informações, acesse http://www.anp.gov.br/precos-e-defesa-da-concorrencia/precos/levantamento-de-precos.

Arquivo na íntegra, abaixo:

Inscrições abertas para a primeira edição 2024 do Seminário Itinerante

Inscrições abertas para a primeira edição 2024 do Seminário Itinerante

Em 2024 comemoramos 20 anos do Seminário Itinerante! A primeira edição do ano será recepcionada pelo SINDISAN e o Núcleo da COMJOVEM de Santos, na cidade de São Vicente, litoral de São Paulo, no dia 15 de março.

O Seminário Itinerante nasceu há 20 anos com o objetivo de levar a NTC&Logística para vários pontos do país, promovendo a capacitação técnica e fornecendo oportunidades de negócios aos empresários, jovens empresários e executivos do setor de Transporte de Cargas e Logística.

Sua programação, leva assuntos relacionados às questões relevantes e que impactam diretamente nas atividades das empresas, contando com o apoio da COMJOVEM na organização do evento.

Diversos estados do Brasil receberam as edições do Seminário Itinerante durante esses anos, cumprindo a missão da NTC&Logística de estar junto ao transportador rodoviário de cargas, de Norte a Sul do país.

A abertura da agenda do evento será realizada de maneira 100% presencial, na unidade do SEST/SENAT – São Vicente, Praça Adalberto Panzan, 151 – Cidade Náutica III, aberto para todos os empresários da região que contribuem para um TRC cada vez mais forte.

Confira a Programação do evento

8h00 às 8h30 – Credenciamento

8h30 às 9h30 Abertura – NTC&Logística e COMJOVEM

Flávio Benatti – Patrono da COMJOVEM e Representante da NTC&Logística

André de Simone – Coordenador Nacional da COMJOVEM

Hudson Rabelo – Vice-Coordenador Nacional da COMJOVEM

André Luis Neiva – Presidente do SINDISAN

Pedro Bala Sorbello – Coordenador do Núcleo da COMJOVEM-Santos

9h30 às 9h50 – Momento Parceiros NTC

Momento Mercedes Benz

Momento Edenred

9h50 às 10h20 – Movimento Vez & Voz

Camila Florêncio – Gerente de Comunicação do SETCESP e Coordenadora do Vez & Voz

10h20 às 11h10 – Palestra: Custos de Fretes e Defasagem de Insumos

Lauro Valdivia – Assessor Técnico da NTC&Logística

11h10 às 11h30 – Momento Parceiros NTC

Momento Transpocred

Momento FENATRAN

Momento Autotrac

11h30 às 13h00 – Palestra: Habilidades do Futuro para Jovens lideranças

Professor Paulo Vicente – Fundação Dom Cabral

13h – Encerramento seguido de Brunch

Faça já sua inscrição clicando aqui

O evento é uma realização da NTC&Logística, conta com o Patrocínio da Autotrac, Edenred Ticket Log Repom, Fenatran, Mercedes-Benz e Transpocred, Apoio Institucional do Sistema Transporte CNT, SEST SENAT e ITL, FumTran e Apoio Logístico da Braspress.

*Evento exclusivo para transportadores e profissionais do setor. Fornecedores poderão participar após aprovação da entidade, através do e-mail: assessoria@ntc.org.br

Pato Branco (PR) ganha nova unidade do SEST SENAT com capacidade para 129 mil atendimento ao ano

Pato Branco (PR) ganha nova unidade do SEST SENAT com capacidade para 129 mil atendimento ao ano

Os trabalhadores do transporte e a população em geral já podem usufruir dos serviços em saúde, qualidade de vida e qualificação profissional ofertados

O novo SEST SENAT de Pato Branco está de portas abertas para atender os trabalhadores do transporte e toda a população do município paranaense e o entorno.

Em um espaço amplo e moderno, os profissionais da casa já estão a postos para ofertar os serviços de odontologia, fisioterapia, nutrição, psicologia, além de um vasto cardápio de capacitações presenciais e a distância. Para os profissionais dos modais , ferroviário, aquaviário e aéreo, os atendimentos são gratuitos.

“Estamos entregando para Pato Branco o que há de melhor em equipamento odontológico e nas demais especialidades de saúde. Já a área de qualificação profissional dispõe de recursos modernos, como as lousas digitais que facilitam o processo de ensino e aprendizagem e, ainda, possibilitam a colaboração entre alunos e instrutores”, afirmou o presidente do Sistema Transporte, Vander Costa, na cerimônia de inauguração, que aconteceu na última quinta-feira (29).

Ao lado de Vander Costa, o prefeito de Pato Branco, Robson Cantun, ressaltou a importância do simulador de direção de caminhão, carreta e ônibus, que reproduz a experiência de dirigir vários tipos de ônibus e caminhões. “Poucos lugares têm o simulador de direção oferecido na nova unidade. Portanto, transportadores, usem o SEST SENAT para profissionalizar o trabalhador de transporte”, afirmou. Para finalizar, ele destacou “como é bom ver uma obra financiada com 100% dos recursos provenientes do setor. Com certeza, vamos colher resultados importantes”.

O vice-governador do Paraná, Darci Pianna, também ressaltou a importância da entidade. “O que se aprende aqui é levado para os motoristas de caminhão e ônibus que fazem a riqueza deste país. Não adianta dizer que 37% das exportações brasileiras saem do Paraná se não tiver o transporte que leva a produção da lavoura, das cooperativas até o porto. É com isso que temos com que nos preocupar e louvar os investimentos que o SEST SENAT e a CNT estão fazendo aqui, no Paraná, e no Brasil inteiro”, disse. 

Também participaram da inauguração outras autoridades públicas, como os deputados federais Ricardo Barros (PP-PR) e Fernando Giacobo (PL-PR).

Capacidade para atender muito mais

O SEST SENAT investiu R$ 22 milhões para substituir a estrutura anterior por uma muito maior, melhor e mais moderna, construída sob os preceitos da sustentabilidade. Instalada em uma área construída de 2,4 mil metros quadrados, a nova unidade tem capacidade para realizar mais de 129 mil atendimentos ao ano. 

“Com o SEST SENAT de Pato Branco, o Paraná soma 13 unidades em todo o estado”, conta o presidente do Conselho Regional do SEST SENAT do Paraná, Sérgio Malucelli. Ele, que também preside o Sistema Fetranspar (Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná), exemplifica, em números, o potencial da entidade em todo o estado. “Juntas, essas unidades já produziram, só neste ano, 112 mil atendimentos odontológicos, em torno de 59 mil atendimentos de fisioterapia e 19 mil em psicologia”, afirmou.

Para os familiares dos profissionais de transporte, a maioria dos atendimentos é gratuita. Apenas os procedimentos de alta complexidade têm algum custo para esse público, mas estão abaixo do valor praticado no mercado. Os atendimentos também são abertos à população em geral.

Presidente do Sistema Transporte recebe honraria

Em ocasião da inauguração da unidade operacional de Pato Branco/PR, o presidente do Sistema Transporte, Vander Costa, foi homenageado com uma placa comemorativa, oferecida em nome do Rodosul (Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros, Interestaduais, Intermunicipais, Urbano, Turismo e Fretamento do Sudoeste do Estado do Paraná). A honraria foi entregue pelo presidente da entidade, Leandro Cattani.

Na homenagem, o sindicato reconhece a estrutura do SEST SENAT como “um marco significativo no aperfeiçoamento e na qualificação do capital humano dedicado ao transporte de Pato Branco e região”. E afirma que “o legado desta obra permanecerá vivo ao longo das gerações”. Em agradecimento, Vander Costa citou a importância do município para o transporte paranaense e reforçou o compromisso do SEST SENAT com a capacitação profissional e a oferta de serviços de saúde para os trabalhadores do transporte.

Também foram agraciados com a placa: Sérgio Luiz Malucelli, presidente da Fetranspar e do Conselho Regional do SEST SENAT do Paraná; Felipe Busnardo Gulin, presidente da Fepasc (Federação das Empresas de Transporte de Passageiros dos Estados do Paraná e Santa Catarina) e vice-presidente do Conselho Regional do SEST SENAT do Paraná; e o empresário Marco Gulin, ex-presidente do Conselho Regional do SEST SENAT do Paraná.

Conheça as novidades da nova estrutura

Na nova unidade, a área de saúde e qualidade de vida foi ampliada e modernizada; e a de qualificação profissional ganhou mais salas de aula, espaços para oficinas pedagógicas, salões para eventos e laboratório de informática. 

Outro destaque é o simulador de direção de caminhão, carreta e ônibus, no qual os alunos vivenciarão diversas situações típicas do trânsito, como condições

meteorológicas adversas, tráfego intenso e perigo na via.

→ Confira a nova estrutura:

  1. 4 consultórios equipados para os atendimentos em fisioterapia, nutrição, psicologia e odontologia – esta última especialidade com oito cadeiras odontológicas.
  2. 1 sala de treinamento no simulador de direção, com capacidade para 15 alunos.
  3. 9 salas de aula, com capacidade para 25 alunos cada.
  4. 2 salas de treinamento da EaD, com capacidade para 18 alunos.
  5. 1 oficina pedagógica para cursos na área de mecânica.
  6. 1 sala de aula com capacidade para 50 alunos voltada a aulas práticas de movimentação de produtos perigosos.

Além do treinamento presencial ofertado na unidade, há duas possibilidades de capacitação: a distância (com aulas a serem feitas no momento mais oportuno para os alunos) e webaulas (aulas ao vivo). A plataforma da EaD (digital.sestsenat.org.br) disponibiliza cursos em 11 áreas: desenvolvimento pessoal; gestão; logística; transporte; segurança; legislação; ESG (Ambiental, Social e Governança); manutenção; tecnologia; saúde e aéreo.

O SEST SENAT de Pato Branco fica localizado na rua Benjamin Borges dos Santos, 251, bairro Fraron.

Homenagem a um importante pioneiro da região

A nova unidade recebe o nome de Domingos Cattani, empresário do segmento do transporte rodoviário de passageiros e pioneiro do setor no sudoeste paranaense.

Na cerimônia de inauguração, o homenageado foi representado pelo seu filho Ivonei Cattani. “Estamos muito felizes com essa homenagem ao nosso pai, que foi pioneiro do transporte de passageiros no sudoeste do Paraná. Nos honra muito ver o nome dele aqui, no SEST SENAT de Pato Branco”, afirmou.

Domingos Cattani iniciou a sua trajetória em 1948, quando deu início à operação de uma linha de transporte coletivo no interior de Santa Catarina, em uma época em que as estradas de terra eram o imperativo. Um ano depois, com dois ônibus, ele expandiu os horizontes da empresa, chegando ao município de Horizonte, situado na divisa com o estado do Paraná.

A partir daí, os negócios se expandiram até Pato Branco (PR), marcando a chegada da família Cattani ao sudoeste do estado. A pequena e informal empresa Ipiranga passou a se chamar Cattani Ltda., que, posteriormente, evoluiu para Cattani S/A. Transportes e Turismo. Essa foi a origem de todas as empresas do Grupo Cattani, que se espalharam por todo o país. Domingos Cattani teve um papel decisivo nessa expansão.  O homenageado faleceu em agosto de 2005.

Expansão do SEST SENAT por maior capilaridade de atendimento

O SEST SENAT de Pato Branco (PR) é a segunda unidade operacional inaugurada em 2024. No Brasil, a entidade conta com 166 unidades, sendo 13 delas no estado do Paraná, nos municípios de Cascavel, Curitiba, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Guarapuava (tipologia D, que funciona em um posto de combustível), Londrina, Maringá, Paranaguá, Pato Branco, Ponta Grossa, Santo Antônio da Platina, Toledo e Umuarama.

A inauguração integra o Plano de Expansão e Melhoria da Rede Física do SEST SENAT, que possibilita à entidade oferecer mais e melhores serviços aos trabalhadores do setor e, assim, garantir mais eficiência para as empresas.

Economia brasileira cresce 2,9% em 2023

Economia brasileira cresce 2,9% em 2023

Alta foi puxada por recorde de 15,1% do setor agropecuário

O Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, cresceu 2,9% em 2023, com um valor total de R$ 10,9 trilhões. Em 2022, a taxa de crescimento havia sido 3%. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (1°) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A alta do PIB no ano foi puxada por uma alta recorde de 15,1% do setor agropecuário, o maior avanço desde o início da série histórica da pesquisa, em 1995. Também apresentaram aumentos os setores da indústria (1,6%) e do serviços (2,4%).

“A agropecuária cresceu 15,1% no ano passado, puxada muito pelos crescimentos nas produções de soja e milho, duas das mais importantes lavouras do Brasil”, explicou a pesquisadora do IBGE, Rebeca Palis. “A indústria extrativa mineral, com a extração de petróleo e minério de ferro, cresceu bastante também”.

Segundo Rebeca, a agropecuária e a indústria extrativa responderam por metade do crescimento do PIB. “Vale ressaltar também duas outras atividades importantes na economia: a parte de eletricidade, água, gás e esgoto e a parte de intermediação financeira”.

Sob a ótica da demanda, o crescimento foi puxado pelo consumo das famílias (3,1%), consumo do governo (1,7%) e exportações (9,1%). A queda de 1,2% das importações também contribuiu para o resultado. A formação bruta de capital fixo, isto é, os investimentos, por outro lado, caiu 3% no ano.

Na passagem do terceiro para o quarto trimestre do ano, o PIB manteve-se estável. Já na comparação do quarto trimestre de 2023 com o mesmo período do ano anterior, houve alta de 2,1%.

CNT vai contribuir para programa federal de inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho

CNT vai contribuir para programa federal de inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho

Em encontro coordenado pelo Ministério do Trabalho, a Confederação apresentará sugestões para garantir o acesso adequado de PCDs nas empresas no transporte

A Assessoria Especial de Promoção da Igualdade no Trabalho do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) convidou a CNT (Confederação Nacional do Transporte) e outras confederações para discutirem a elaboração de um programa para a inclusão de pessoas com deficiência. Em reunião realizada nessa quinta-feira (29), os participantes de diferentes setores econômicos foram apresentados aos desafios e entraves do mercado de trabalho para PCDs.

O chamado Programa Nacional de Promoção à Inclusão e Integração de Pessoas com Deficiência no Mundo do Trabalho, ou simplesmente “Programa + Inclusão”, é uma iniciativa que oferece uma pública efetiva para esse segmento da população. São pessoas que seguem economicamente ativas e podem ter dificuldades de integração em um mercado pouco preparado para recebê-las.

Pela CNT, o assessor Jason Costa Luz, da Diretoria de Relações Institucionais, foi o responsável por acompanhar o debate inicial do grupo de trabalho.

Grupo de trabalho para discutir ações para PCDs

O chefe da Assessoria Especial de Promoção da Igualdade no Trabalho, Ronaldo Crispim Sena Barros, intermediou a discussão e apresentou as diretrizes do Programa. Barros destacou que a meta da iniciativa é atingir o pleno cumprimento da Lei de Cotas (Lei nº 12.711/2012), pelo intermédio da utilização de prévia qualificação para superar as dificuldades de inserção de PCDs no setor produtivo.

O chefe da Assessoria Especial afirmou, ainda, que a proposição visa “construir um pacto entre as entidades produtivas no âmbito do Programa + Inclusão para a promoção de acessibilidade e inclusão de PCDs”.

No âmbito do transporte, as empresas também precisam se adequar para amparar e integrar pessoas com deficiência em seu quadro de funcionários. O posicionamento da CNT é de que o programa pode ser muito positivo para o setor, já que existe uma dificuldade de contratação de mão de obra qualificada.

Já a auditora fiscal do trabalho Dercylete Loureiro acredita ser necessário desconstruir preconceitos. Uma das iniciativas seria a promoção de processos de letramento de gênero — desconstrução do sexismo e da desigualdade de tratamento entre homens e mulheres — e inclusão no setor produtivo, sobretudo considerando o papel da diversidade no mercado de trabalho.

Novos encontros devem ser realizados ao longo dos próximos meses para consolidar uma proposta. A CNT seguirá acompanhando o tema por meio de sua equipe técnica e apresentará suas contribuições regularmente.

Em Santa Catarina, ANTT participa de encontro para discutir infraestrutura e logística

Em Santa Catarina, ANTT participa de encontro para discutir infraestrutura e logística

Segurança jurídica, políticas públicas e impulsionamento da agenda econômica no país

O diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Rafael Vitale, e o diretor Luciano Lourenço, representaram a Agência no evento “Infraestrutura e Logística: caminhos e oportunidades de investimentos”, promovido pela Frente Parlamentar Mista de Logística e Infraestrutura (Frenlogi), em Santa Catarina na última semana.

O encontro incentivou debates técnicos para o avanço de políticas públicas, segurança jurídica e impulsionamento da agenda econômica no país. Foram abordados, em quatro painéis temáticos, os desafios e as oportunidades nas áreas ferroviária, rodoviária, aeroportuária, portuária e hidroviária.

De acordo com o diretor-geral da ANTT, o ambiente propiciou discussões importantes, especialmente para a região sul. “Avançamos na pauta de infraestrutura, para que ela deixe de ser um gargalo e passe a ser indutora do desenvolvimento, da qualidade de vida e da distribuição de riqueza para que o Brasil avance e se torne cada vez mais competitivo internacionalmente e, assim, a população viva com mais tranquilidade, rodovias seguras, produtos mais baratos e viagens mais rápidas. Assim todo mundo ganha”, ressaltou Vitale.

Marcaram presença no evento a ministra substituta de Portos e Aeroportos, Mariana Pescatori, o representante do Ministério dos Transportes, Jorge Bastos, além de prefeitos, parlamentares e membros do setor privado que debateram as principais demandas para a área nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

COMJOVEM Rio de Janeiro e São Paulo realizam encontro na FETRANSCARGA para discutir a área tributária

COMJOVEM Rio de Janeiro e São Paulo realizam encontro na FETRANSCARGA para discutir a área tributária

Ontem, dia 29, os integrantes do núcleo da COMJOVEM de São Paulo, representado por Andréa Rocha e Luis Felipe Machado, juntamente com os integrantes do Núcleo do Rio de Janeiro, participaram de uma reunião presencial nas dependências da FETRANSCARGA, na capital fluminense. O principal foco do encontro foi a discussão sobre a área tributária, proporcionando aos presentes a oportunidade de conhecer o trabalho de uma empresa de assessoria especializada no assunto.

Durante a reunião, os representantes das transportadoras presentes foram apresentados aos serviços e recursos oferecidos pela empresa de assessoria. O ponto alto do encontro foi a presença e as palavras do Presidente da Federação, Eduardo Rebuzzi, que também ocupa o cargo de Presidente da NTC&Logística.

Em sua fala, Rebuzzi ressaltou a importância da representatividade de ambas as entidades presentes, destacando a relevância das ações dos núcleos da COMJOVEM. Além disso, a reunião proporcionou um ambiente propício para a troca de informações entre os participantes, fortalecendo as relações e o networking no setor de transporte e logística.

“Este encontro demonstrou a sinergia e a colaboração entre os núcleos da COMJOVEM, evidenciando o compromisso com o desenvolvimento e aperfeiçoamento contínuo do Transporte de Cargas com temas de relevância”, reforçou Rebuzzi.

CNT debate matérias relevantes ao setor transportador no Senado Federal

CNT debate matérias relevantes ao setor transportador no Senado Federal

Na tarde desta quinta-feira (29), a gerente executiva de Poder Legislativo da CNT (Confederação Nacional do Transporte), Andrea Cavalcanti, e a assessora legislativa Amanda Tabosa estiveram reunidas com a chefe de gabinete do senador Davi Alcolumbre (UNIÃO/AP), Ana Paula Magalhães, para tratar sobre temas de interesse do setor de transporte brasileiro.

Na pauta, estava o Projeto de Lei (PL) nº 2.464/2019, que pretende restringir a responsabilidade das locadoras de bens móveis pelos danos causados pelos locatários no uso do bem à existência de dolo ou culpa no ato de sua entrega. A matéria está na CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania), aguardando a designação de relator. 

Outro ponto tratado no encontro foi o Projeto de Lei nº 1.829/2019, conhecido como “nova lei geral do turismo brasileiro”, que, dentre outras questões, pretende regular os setores aéreo e de transporte interestadual de passageiros. O PL está sob a relatoria do senador Davi Alcolumbre (UNIÃO/AP) na CDR (Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo).

69% dos CEOs do agronegócio estão otimistas com crescimento da economia

69% dos CEOs do agronegócio estão otimistas com crescimento da economia

Mais de dois terços (69%) dos executivos do agronegócio brasileiro estão otimistas com o crescimento da economia nos próximos 12 meses, revela a 27ª edição da Pesquisa Global com CEOs da PWC, empresa de consultoria e auditoria. Há um ano, 40% dos CEOs do setor confiavam no crescimento da economia.

O levantamento, divulgado nesta quarta-feira (28), mostra que outros 17% dos executivos do setor avaliam o risco de uma desaceleração em 2024, enquanto 14% projetam um cenário de estabilidade. A confiança do agronegócio ficou acima da média nacional, já que, considerando todos os setores da economia, 55% dos executivos apostam no crescimento da economia brasileira, 29% acreditam na desaceleração e 15% na estabilidade.

O otimismo dos CEOs brasileiros se sobressai ainda sobre a média dos executivos globais, dos quais 44% acreditam no crescimento de seus países, 37% apostam na desaceleração e 17% veem estabilidade econômica. A PWC entrevistou mais de 4,7 mil líderes empresariais em cem países. Na avaliação do sócio da PWC Brasil e líder de Agronegócio no Brasil da consultoria, Maurício Moraes, a confiança maior do agronegócio em relação à economia brasileira na comparação com os executivos dos demais setores pode ser atribuída à capacidade de atração e interesse de investimento do setor.

Em relação às próprias empresas, 35% dos líderes do agronegócio ouvidos na pesquisa estão confiantes de que as receitas tendem a crescer neste ano contra 78% há um ano. A confiança é inferior à média dos líderes empresariais brasileiros, de 52%, e do mundo, de 37%. Para os próximos três anos, 57% dos executivos do agronegócio apostam no aumento na receita das suas empresas, ante 70% há um ano e contra 62% da média nacional e 49% do mundo. “Vivemos momento de quebra de safra, de estoque de insumos, de menores margens. São temas que refletem a percepção de geração de receita para este ano. Para os próximos três anos, há perspectiva de retorno à normalidade, com fundamentos das commodities mais estáveis”, observou Moraes, em coletiva de imprensa.

DNIT revitaliza 46 quilômetros da BR-174 no Mato Grosso

DNIT revitaliza 46 quilômetros da BR-174 no Mato Grosso

Investimento de R$ 27,8 milhões entre o km 502,4 e o km 602,8 trouxe mais fluidez e segurança ao tráfego

O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) concluiu a revitalização de 46,7 quilômetros da BR-174/MT, no município de Comodoro. O Governo Federal investiu aproximadamente R$ 27,8 milhões nas melhorias do trecho entre o km 502,4 e o km 602,80 da rodovia. Ao longo deste segmento, foram executados serviços como de fresagem, aplicação de microrrevestimento asfáltico, além de diversas correções no pavimento.

A revitalização do pavimento valoriza a rodovia e mantém a conservação da infraestrutura viária que tem importância estratégia para o estado. A BR-174/MT integra o corredor logístico para o escoamento da produção do agronegócio de Mato Grosso, com destaque no transporte de milho, soja e algodão.

O município de Comodoro fica próximo à divisa de Rondônia e a 656 quilômetros da capital mato-grossense Cuiabá. Com a recuperação deste segmento, o DNIT entrega uma rodovia mais segura o que garante um tráfego dinâmico, impulsionando o desenvolvimento e fortalecimento da atividade econômica regional.

Condições da rodovia – Com a ampliação dos investimentos do Governo Federal nas rodovias sob administração do DNIT, foi possível melhorar de forma significativa as condições da malha rodoviária em todo o país. A evolução do Índice de Condição de Manutenção (ICM) – monitoramento mensal realizado pela autarquia que visa manter uma radiografia atualizada das condições da malha federal sob jurisdição do Departamento – comprova o avanço na qualidade das rodovias. O ICM considera a situação da pista, sinalização, funcionamento dos dispositivos de drenagem, entre outros itens.

No Mato Grosso, o ICM de 2023 das rodovias chegou a 76% na faixa “Bom”, ante os 54% de 2022. Já a BR-174/MT, que perfaz cerca de 1,1 mil quilômetros dentro do estado mato-grossense, registrou no último levantamento um percentual de quase 90% de toda a sua extensão considerada em boas condições.

Os números refletem as obras que impulsionaram o desenvolvimento em Mato Grosso e melhoraram as condições das rodovias que escoam cargas exportadas para o mercado internacional. Vale lembrar que, neste segmento, a economia se ancora principalmente na cadeia produtiva da madeira, da pecuária de corte e de grãos.

MG-459 será a primeira rodovia mineira a receber sistema de pedágio sem cancela – o ‘Free Flow

MG-459 será a primeira rodovia mineira a receber sistema de pedágio sem cancela – o ‘Free Flow

A EPR Sul de Minas, concessionária que assumiu a administração de rodovias da região, entre elas a MG 290 e a MG 459, anunciou nesta quarta-feira (28) a implantação, em caráter experimental, do pedágio sem cancela, o chamado free flow. A praça será no Km 12,7 da rodovia que liga Ouro Fino a Monte Sião.

Esta será a primeira experiência deste tipo em Minas Gerais. O free flow é uma metodologia de passagem que não necessita da instalação dos modelos convencionais de praças de pedágio com cabines e cancelas de cobrança automática. É um sistema inovador que permite o fluxo contínuo de veículos, com mais segurança, além de trazer benefícios como agilidade e redução dos impactos ambientais.

“A EPR é uma empresa conectada, que está sempre à procura de soluções modernas para ampliar o desenvolvimento da região do Sul de Minas. Estamos muito confiantes no sucesso desse projeto que será implementado em caráter piloto nesta região”, explica José Carlos Cassaniga, diretor-presidente da EPR.


Como funciona

A estrutura do sistema free flow de pedágio sem cancela é um pórtico que recebe a instalação de câmeras e sensores que fazem a leitura da placa ou etiqueta eletrônica (tag) dos veículos. Os sensores localizados nas estruturas dos pórticos do free flow são capazes de identificar a altura, largura e comprimento, além da quantidade de eixos rodantes e suspensos e funcionam até mesmo em situações de baixa visibilidade e acostamento.

Para facilitar o pagamento da tarifa do pedágio, a recomendação é que os veículos estejam com a etiqueta eletrônica de cobrança (tag) previamente instalada no para-brisa, para que o valor seja faturado automaticamente. Empresas como Sem Parar, ConectCar, Veloe, Move Mais e Taggy, assim como instituições as financeiras – os bancos, disponibilizam este serviço por meio dos seus sites e aplicativos. Além disso com o tag os usuários também podem conseguir o Desconto de Usuário Frequente (DUF)

Já o condutor que não tiver a tag terá outras alternativas para fazer o pagamento do valor do pedágio em até 15 dias depois da passagem pelo pórtico ou pagar de forma antecipada e gerar um crédito de passagem com a concessionária. No formato digital, será possível efetuar o pagamento por meio do aplicativo e do site da EPR Sul de Minas www.eprsuldeminas.com.br/freeflow.

No modo presencial, o motorista poderá realizar o pagamento no totem da Bases de Serviços Operacionais (BSOs) da concessionária localizado no km 53 da MG-290, em Ouro Fino, em qualquer uma das demais sete praças de pedágio EPR e em estabelecimentos conveniados.

Caso o débito da passagem não seja quitado em até 15 dias após a passagem pelo free flow, o proprietário do veículo receberá uma multa por evasão de pedágio, que acarreta no pagamento de R$ 195,23 ao Governo do Estado, além de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Campanha para informar a população

Até a conclusão da instalação pórtico e início da operação em caráter educativo, a EPR Sul de Minas e o Governo do Estado realizarão uma campanha educativa à população, informando como funciona o novo sistema free flow, seus benefícios e as formas de pagamento.

Seminário Itinerante da NTC&Logística em Santos inicia celebração dos 20 anos do evento

Seminário Itinerante da NTC&Logística em Santos inicia celebração dos 20 anos do evento

Em 2024, a NTC&Logística comemora um marco significativo: os 20 anos do Seminário Itinerante, uma iniciativa pioneira que visa promover a capacitação técnica e gerar oportunidades de negócios para empresários, jovens empreendedores e executivos do Transporte de Cargas (TRC). Este ano, a primeira edição do seminário será recebida pelo Sindicato das Empresas de Transporte Comercial de Carga do Litoral Paulista (SINDISAN) e o Núcleo da COMJOVEM de Santos, marcando o evento com o início da celebração na cidade de São Vicente, no litoral de São Paulo, no dia 15 de março.

Desde seu início, o Seminário Itinerante teve como objetivo primordial levar os valores e a missão da NTC&Logística para diversos pontos do país, reforçando o compromisso da entidade em apoiar o desenvolvimento e fortalecimento do setor de transporte rodoviário de cargas. Através de uma programação rica e diversificada, o evento aborda temas de relevância que impactam diretamente nas operações e no crescimento das empresas do setor.

Ao longo dessas duas décadas, várias regiões do Brasil tiveram a oportunidade de sediar edições do Seminário Itinerante, consolidando a presença da Associação de Norte a Sul do país e cumprindo sua missão de estar ao lado dos transportadores rodoviários de cargas, oferecendo suporte, conhecimento e inovação.

Eduardo Rebuzzi, presidente da NTC&Logística, compartilhou sua visão sobre a importância deste evento: “Celebrar 20 anos do Seminário Itinerante é um marco significativo não apenas para a NTC&Logística, mas para todo o setor de transporte de cargas e logística no Brasil. Ao longo desses anos, vimos o seminário crescer, evoluir e, principalmente, contribuir de forma efetiva para o fortalecimento e a capacitação de nosso setor. Estamos comprometidos em continuar essa jornada, trazendo conhecimento, inovação e novas oportunidades de negócios para os empresários e executivos que são a força do nosso setor.”

Confira a Programação do evento

14 de março (quinta-feira)

14h às 18h – Visita Técnica – Porto de Santos

Happy hour: a definir horário e local.

15 de março (sexta-feira)

Seminário Itinerante NTC&LOGÍSTICA /COMJOVEM

8h00 às 8h30 – Credenciamento

8h30 às 9h30 Abertura – NTC&Logística e COMJOVEM

Flávio Benatti – Patrono da COMJOVEM e Representante da NTC&Logística

André de Simone – Coordenador Nacional da COMJOVEM

Hudson Rabelo – Vice-Coordenador Nacional da COMJOVEM

André Luis Neiva – Presidente do SINDISAN

Pedro Bala Sorbello – Coordenador do Núcleo da COMJOVEM-Santos

9h30 às 9h50 – Momento Parceiros NTC

Momento Mercedes Benz

Momento Edenred

9h50 às 10h20 – Movimento Vez & Voz

Camila Florêncio – Gerente de Comunicação do SETCESP e Coordenadora do Vez & Voz

10h20 às 11h10 – Palestra: Custos de Fretes e Defasagem de Insumos

Lauro Valdivia – Assessor Técnico da NTC&Logística

11h10 às 11h30 – Momento Parceiros NTC

Momento Transpocred

Momento FENATRAN

Momento Autotrac

11h30 às 13h00 – Palestra: Habilidades do Futuro para Jovens lideranças

Professor Paulo Vicente – Fundação Dom Cabral

13h – Encerramento seguido de Brunch

Faça já sua inscrição clicando aqui

O evento é uma realização da NTC&Logística, conta com o Patrocínio da Autotrac, Edenred Ticket Log Repom, Fenatran, Mercedes-Benz e Transpocred, Apoio Institucional do Sistema Transporte CNT, SEST SENAT e ITL, FumTran e Apoio Logístico da Braspress.

Vitória para o transporte: Governo revoga trecho de MP e mantém desoneração da folha de 17 setores da economia

Vitória para o transporte: Governo revoga trecho de MP e mantém desoneração da folha de 17 setores da economia

CNT juntamente com as federações e associações que representam os setores de cargas e passageiros e metroviário

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, assinou, nesta terça-feira (27), a revogação do trecho da MP (medida provisória) que reonerava a folha de pagamento dos 17 setores que mais empregam na economia brasileira, entre os quais, o transporte. Como alternativa, o governo vai enviar um projeto de lei ao Congresso para tratar da reoneração.

A lei que estabelecia a desoneração venceria no fim de 2023, mas o Congresso aprovou a prorrogação até dezembro de 2027.

A CNT (Confederação Nacional do Transporte), junto com demais setores da economia, atuou intensamente, desde o ano passado, para assegurar esse benefício. Esse esforço também contou com a contribuição das federações e associações que representam os setores rodoviário de cargas e passageiros e metroviário. 

O presidente da Confederação, Vander Costa, celebra a medida por considerá-la fundamental na atual conjuntura econômica, uma vez que havia risco real de imensos prejuízos para os 17 setores atualmente beneficiados pela medida, incluindo o transporte rodoviário de cargas, rodoviário e metroferroviário público de passageiros.

“A folha de pagamento é um dos maiores custos das empresas de transporte brasileiras. Por isso, a manutenção da desoneração ajudará a equilibrar as contas sem a necessidade de demissões e sem travar os investimentos no setor. Ela acabará com a insegurança jurídica das empresas”, declara.

A desoneração estabelece regras especiais para a substituição da contribuição previdenciária patronal pela contribuição sobre a receita bruta, com alíquotas diferenciadas, a depender do setor econômico. A medida se iniciou em 2011 e foi prorrogada em outras ocasiões, sendo a última há dois anos.

Financiamentos climáticos devem aumentar até 2030, diz Banco Mundial

Financiamentos climáticos devem aumentar até 2030, diz Banco Mundial

Ajay Banga participou de evento paralelo à reunião ministerial do G20

O presidente do Banco Mundial, Ajay Banga, disse na tarde de ontem (28), em São Paulo, que até 2030, 45% dos financiamentos da instituição serão direcionados para iniciativas climáticas. A afirmação foi feita na abertura do evento Inovação Financeira para o Clima e Desenvolvimento, promovido pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que está sendo realizado no Auditório Ibirapuera, em São Paulo, paralelo à reunião ministerial do G20.

Segundo ele, esses financiamentos serão divididos entre ações de mitigação e de adaptação. “Ambos representam despesas com desenvolvimento. Mas geralmente as pessoas não entendem a importância de sermos igualmente conscientes sobre mitigação e adaptação. Então, o Banco Mundial vê as duas coisas como importantes”, disse ele.

Também na abertura deste evento, a diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, considerou que o mundo tem avançado em ritmo lento nas ações de enfrentamento à crise climática. 

“Temos que admitir que fomos lentos em relação às mudanças climáticas e ainda estamos desperdiçando dinheiro com atividades que criam esses problemas”, disse ela. “Esta deve ser uma prioridade porque os eventos climáticos vão impactar o desempenho das economias e os negócios e afetar o bem estar das pessoas”, acrescentou.

SETCESP premiará projetos dedicados à inclusão feminina no setor

SETCESP premiará projetos dedicados à inclusão feminina no setor

Em março, a entidade realizará o 3º encontro do Movimento Vez&Voz, juntamente com a primeira premiação do projeto

No dia 26 de março acontecerá o 3º Encontro do movimento Vez & Voz com a temática “Coragem para Crescer”. Realizado pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo e Região (SETCESP), de maneira presencial, nesse dia, também ocorrerá o 1º Prêmio Vez & Voz com o objetivo dar visibilidade, reconhecer e premiar os projetos e iniciativas desenvolvidos pelas empresas de transporte de cargas em prol da equidade de gênero e que visam ampliar a participação de mulheres no setor.

Ana Jarrouge, idealizadora do movimento e presidente executiva do SETCESP, explica que o evento tem como propósito alavancar a presença feminina em um setor majoritariamente masculino. “O caminho para o sucesso de qualquer projeto passa pela idealização, planejamento, implantação, constância e acompanhamento, avaliação de resultados e reconhecimento. Este último passo é de extrema importância, para que as ações adotadas pelas empresas sejam reconhecidas e sirvam de exemplo como boas práticas para nosso setor.”

O evento, que acontecerá também em comemoração ao mês das mulheres, acontecerá em São Paulo, na sede da entidade e contará com uma programação variada, com palestras, espaço para networking e a premiação nas categorias “Motorista”; “Liderança” e “Mais Mulheres no TRC”.

Confira a programação completa do 1º Prêmio Vez & Voz:

14h00 – Credenciamento

14h30 – Abertura com Adriano Depentor – presidente do Conselho Superior e de Administração do SETCESP e Ana Carolina Jarrouge – Presidente Executiva do SETCESP

14h45 – Como está a equidade de gênero no setor?

Apresentação dos resultados do Índice de Equidade do TRC

15h00 – Iniciativas que estão fazendo a diferença

Conheça o que as empresas estão fazendo para atrair e reter talentos femininos no setor de transporte

15h45 – 1º Prêmio Vez & Voz

Conheça os projetos ganhadores nas categorias Motorista, Liderança e Mais Mulheres no TRC

16h30 – Coffee Break

16h50 – Palestra com Amanda Oliveira

Musicista, Forbes Under 30, empreendedora social e fundadora da Nação Valquírias, uma holding de iniciativas que funciona como uma distribuidora de oportunidades e impacta anualmente a vida de mais de 150 mil meninas, mulheres e seus filhos.

18h00 – Happy Hour

20h00 – Encerramento

Para quem tiver interesse, as inscrições para o evento já estão disponíveis, clique aqui e participe!

Anip: venda de pneus encerra 2023 em queda de 8%

Anip: venda de pneus encerra 2023 em queda de 8%

Volume acumulado perto de 52 milhões de unidades volta ao patamar de 2020

No ano passado, as vendas de pneus no País totalizaram 51,9 milhões de unidades, volume 8,2% inferior ao registrado um ano antes, de 56,6 milhões. O resultado, consolidado pela Anip, associação que representa os fabricantes de pneus, é o pior desde 2020, período impactado pela fase mais crítica da pandemia. Naquela ocasião, o mercado absorveu 51,8 milhões de pneus.

Por tipo de mercado, as entregas para as montadoras recuaram 9,6%, para 12,5 milhões de unidades contra 13,9 milhões registradas em 2022. Na reposição, as vendas acumularam 39,4 milhões de pneus, queda de 7,8% em relação os 47,7 milhões vendidos no ano anterior.

Por segmento, apenas as vendas de pneus de moto cresceram

Nas vendas segmentadas, os pneus de passeio acumularam no ano passado 27,4 milhões de unidades, 9,5% menor na comparação com o volume de 2022, de 30,3 milhões. Do total, as montadoras receberam 7,7 milhões, baixa de 3,7%, enquanto a reposição respondeu por 19,7 milhões, queda de 11,5%.

As vendas de pneus de carga encolheram 13,8%, de 7,4 milhões de unidades em 2022 para 6,4 milhões anotadas no ano passado. Na mesma base de comparação, as entregas para montadoras recuaram 26,9%, com 1,5 milhão de pneus. Para a reposição foram destinados 4,8 milhões de unidades, baixa de 8,8%.

O segmento de pneus para motocicletas foi o único a apresentar resultado positivo no ano passado. As vendas para o mercado de reposição cresceram 5,9% em 2023, para 9,7 milhões de unidades ante 9,1 milhões registradas em 2022. No segmento, a Anip não contabiliza as entregas para montadoras.

Por fim, o setor de pneumático brasileiro fechou 2023 com um déficit na balança comercial de US$ 481,5 milhões. Em volumes, as importações de pneus cresceram 36,5%, para 47,4 milhões, enquanto as exportações recuaram 18,1%, com 12 milhões de unidades.

IRU destaca pela segunda vez a atuação da COMJOVEM por meio de seus integrantes em publicação

IRU destaca pela segunda vez a atuação da COMJOVEM por meio de seus integrantes em publicação

A IRU (International Road Transport Union), associação internacional ligada à ONU e com sede em Genebra, destacou recentemente mais uma vez o trabalho de integrantes da COMJOVEM, a Comissão de Jovens Empresários e Executivos da NTC&Logística. Essa menção ressalta o papel fundamental desempenhado pela Entidade na contribuição para o setor de Transporte de Cargas do Brasil por meio de jovens empresários.

Os mencionados pela organização internacional foram o vice-coordenador nacional da COMJOVEM, Hudson Rabelo, o coordenador do Instituto COMJOVEM, Geovani Serafim, o vice-coordenador, Luís Felipe Machado, e o ex-coordenador do Instituto, Luiz Nery.

Em 2023, o Coordenador Nacional da COMJOVEM, André de Simone, e a então Vice-Coordenadora e hoje Vice-Presidente de ESG, Joyce Bessa, já haviam sido citados pela IRU.

Eles são parte de uma geração de jovens empresários que estão moldando o futuro do transporte no Brasil segundo a publicação. A dedicação de cada um deles, e o perfil de liderança em suas atividades têm sido fundamentais para impulsionar a inovação e o desenvolvimento do setor, trazendo novas perspectivas e soluções para os desafios enfrentados pelo Transporte de Cargas.

“O trabalho desenvolvido pelos nossos integrantes da COMJOVEM e o reconhecimento da IRU são provas de que a NTC&Logística está desempenhando um trabalho essencial na construção de um setor mais forte, com jovens empresários comprometidos com o futuro do setor. Estamos muito felizes com a oportunidade mais uma vez ofertada ao nosso trabalho”, destacou o Vice-Presidente para Assuntos dos Jovens Empresários da NTC&Logística e Coordenador Nacional da COMJOVEM, André de Simone.

Confira as menções através do site: https://www.iru.org/join-us/industry-shapers

Ação digital do SEST SENAT buscar prevenir doenças relacionadas ao trabalho

Ação digital do SEST SENAT buscar prevenir doenças relacionadas ao trabalho

A campanha é realizada por ocasião do Dia Mundial de Combate a LER/Dort, a ser celebrado nesta quarta-feira (28)

As Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort) são as doenças que mais afetam os trabalhadores brasileiros, segundo estudo Saúde Brasil 2018 do Ministério da Saúde. Essas doenças são relacionadas ao trabalho e podem prejudicar a produtividade laboral, além de serem responsáveis pela maior parte dos afastamentos do trabalho e representarem custos ao empregador. Diante desse cenário, o SEST SENAT realiza, durante esta semana, de 26 a 29 de fevereiro, uma campanha digital nas redes sociais para explicar como identificar e prevenir essas doenças.

A data foi escolhida porque, em 28 de fevereiro, é celebrado o Dia Mundial de Combate a LER/Dort. Combater essas enfermidades é um passo importante na prevenção de doenças ocupacionais, e é essencial para manter um ambiente de trabalho saudável. O SEST SENAT está comprometido com essa causa por meio da oferta de atendimentos de fisioterapia, com uma equipe preparada para avaliar a condição de cada indivíduo e elaborar o melhorar plano de tratamento.

LER e Dort são danos decorrentes da utilização excessiva do sistema que movimenta o esqueleto humano e da falta de tempo para recuperação. Caracterizam-se pela ocorrência de vários sintomas, de aparecimento quase sempre em estágio avançado, que ocorrem geralmente nos membros superiores, tais como dor, sensação de peso e fadiga.

Juntos, construímos um ambiente de trabalho mais seguro e saudável.

Acompanhe as nossas redes sociais para mais informações sobre como se proteger e lidar com o problema.

ITL realiza abertura da 2ª turma do curso Negociação Sindical

ITL realiza abertura da 2ª turma do curso Negociação Sindical

Ministrada pela FDC, a capacitação é destinada a profissionais das entidades filiadas ao setor de transporte

A segunda turma do Programa de Capacitação em Negociação Sindical assistiu, nessa segunda-feira (26), em Brasília, à abertura do treinamento realizado pelo ITL (Instituto de Transporte e Logística) e ministrado pela FDC (Fundação Dom Cabral).  Destinada a dirigentes, advogados e negociadores das entidades filiadas ao Sistema Transporte (CNT, SEST SENAT e ITL), a capacitação busca contribuir para o desenvolvimento de habilidades fundamentais em negociações, como gestão de conflitos, análise de dados, planejamento estratégico e comunicação eficaz.

Aos 40 alunos que marcaram presença no primeiro dia da capacitação, o diretor executivo do ITL, João Victor Mendes, enalteceu a importância do treinamento. “A negociação sindical no setor de transporte é marcada por diversos desafios, como as particularidades do mercado e as diferentes legislações em cada região”, disse.

Nesse contexto, o diretor destacou que a capacitação ofertada pelo Sistema Transporte se apresenta como uma ferramenta essencial para o fortalecimento das negociações do setor junto a suas bases. “Com o treinamento, os alunos serão empoderados sob o ponto de vista das legislações, sobretudo trabalhista. O objetivo é que as negociações sejam justas para ambas as partes.”

O curso executivo está sendo ministrado na sede do Sistema Transporte, em Brasília. Por cinco dias consecutivos, a partir desse dia 26, profissionais das áreas administrativa, jurídica e de recursos humanos serão capacitados em temas fundamentais em negociação, como: mudanças advindas da reforma trabalhista; competências e habilidades essenciais a um negociador; especificidades do setor de transporte; convenção coletiva e acordo coletivo de trabalho; preparação do negociador de convenção coletiva do trabalho de transporte; dissídio coletivo; e segurança jurídica. A carga horária do curso presencial é de 40 horas/aula.

Também participaram da abertura da 2ª turma do Programa de Capacitação em Negociação Sindical o gerente executivo de Desenvolvimento do Transporte da CNT, Tiago Veras, que representou a entidade no evento; e o gerente de projetos da FDC, Fernando de Paula.

Nova turma em abril deste ano

O curso executivo Negociação Sindical foi inaugurado em novembro do ano passado, com aulas presenciais na sede da FDC, em Minas Gerais. Após o encerramento da segunda edição do curso que teve início hoje, em Brasília, uma terceira turma deve acontecer em Porto Alegre (RS), em abril deste ano.

Vale ressaltar que a qualificação é exclusiva para os profissionais selecionados pelo Sistema Transporte. Em caso de dúvidas, entre em contato pelo email: inteligencia@itl.org.br.

Confiança da indústria no Brasil tem estabilidade e interrompe série de altas, diz FGV

Confiança da indústria no Brasil tem estabilidade e interrompe série de altas, diz FGV

A confiança da indústria no Brasil registrou estabilidade em fevereiro, apresentando acomodação após uma série de quatro meses consecutivos de ganhos, informou a FGV (Fundação Getúlio Vargas) nesta terça-feira (27).

O ICI (Índice de Confiança da Indústria) permaneceu em 97,4 pontos neste mês. No período, o ISA (Índice de Situação Atual) subiu 0,2 ponto, para 98 pontos, maior patamar desde setembro de 2022 (100,3), mas esse movimento foi compensado pelo IE (Índice de Expectativas), que recuou 0,2 ponto, para 96,8 pontos.

“O resultado sinaliza uma acomodação após um período de melhora da demanda e normalização dos estoques”, disse Stéfano Pacini, economista da FGV Ibre.

De acordo com ele, há uma perspectiva mais favorável para as contratações nos próximos meses, embora, no geral, haja cautela no que diz respeito à produção e ao ambiente de negócios no futuro. “Aparentemente, a nova industrial ainda não teve um impacto forte nas expectativas do setor, que parece estar aguardando seu desdobramento e ações relacionadas, mas o maior otimismo em relação ao emprego parece ser um sinal positivo”, analisou Pacini.

Em janeiro, o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou um plano de desenvolvimento para a indústria até 2033 e previu, entre os instrumentos para estimular o setor, R$ 300 bilhões em linhas de crédito, subsídios a empresas e exigências de conteúdo local nos produtos.

O plano está entre as ações planejadas pelo governo na tentativa de dar tração à indústria e estimular o crescimento em meio a sinais de desaceleração econômica.

ANTT conclui testes para a utilização de veículos elétricos e híbridos

ANTT conclui testes para a utilização de veículos elétricos e híbridos

Iniciativa alinha a Agência às tendências mundiais de sustentabilidade, além de gerar economia

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) concluiu o estudo de viabilidade para a adoção de veículos elétricos e/ou híbridos em parte de sua frota. O objetivo foi avaliar a viabilidade econômica e operacional dos veículos híbridos e elétricos no contexto das atividades de fiscalização da ANTT, bem como apontar potenciais reduções de custos com aquisição, combustíveis, manutenções e emissão de CO2, a partir da proposta de substituição de até 20% frota até 2025.

Na primeira etapa da pesquisa, foram formalizados convites de parcerias com objetivos ambientais e tecnológicos para diversas montadoras. Após algumas delas cederem modelos, as equipes de campo da ANTT testaram os veículos em termos de eficiência, autonomia e adaptação às demandas operacionais da Agência.

Os resultados obtidos representaram economia de recursos e diminuição na emissão de poluentes:

Veículos híbridos

Após a análise dos aspectos abordados, a pesquisa concluiu que, entre os veículos testados, os SUV’s híbridos plug-ins – veículos que permitem que o motorista opte pelo modo 100% elétrico, híbrido, ou somente com o motor a combustão – são os mais adequados ao perfil operacional da Agência, pois atendem integralmente às necessidades das atividades desenvolvidas, com flexibilidade operacional, eficiência e economia de recursos. O potencial de redução de custos com a aquisição deste tipo de veículo pode chegar a 1,5 milhão de reais no primeiro ano.

Veículos 100% elétricos

A análise dos aspectos apresentados na pesquisa, considerando principalmente a autonomia, a restrita rede de carregamento e o tempo de recarga, concluiu-se que os veículos 100% elétricos seriam adequados apenas para atividades específicas, com percursos urbanos e mais curtos; a exemplo de fiscalizações em regiões metropolitanas e em rodovias concedidas onde há maior disponibilidade de estações de carregamento.

É importante observar, no entanto, que, a depender do modelo selecionado, o potencial de redução de custos pode chegar a aproximadamente R$ 3,9 milhões no primeiro ano, cumprindo integralmente os objetivos sustentáveis projetados para a frota oficial até o ano de 2025.

Sustentabilidade e redução na emissão de CO2

Alinhada aos princípios da agenda ESG (Environmental, Social & Governance) da ANTT, a substituição de veículos elétricos/híbridos preconiza a redução da emissão de gás carbônico no meio ambiente.

Durante o período de testes, foram percorridos mais de 18 mil km com os veículos elétricos e híbridos, o que representou uma redução na emissão de CO2 de 58% em comparação com os veículos movidos a combustão.

A iniciativa está alinhada aos objetivos do Programa PROREV, que visa promover e provocar a revolução na ANTT – nas frentes regulatória, tecnológica e comportamental – com projetos, iniciativas e ações estruturadas para nos transportar a um novo patamar de atuação.

Um exemplo é o Ciclo ESG, iniciativa que visa à integração de boas práticas ambientais, sociais e de governança à cultura organizacional e aos contratos de concessão regulados e fiscalizados pela Agência. O compromisso alia responsabilidade, sustentabilidade, ética e transparência, motivado pela preocupação com o futuro e pelo entendimento da necessidade de ser um agente de mudanças.

CONTRAN define escalonamento para que milhões de motoristas possam realizar o exame toxicológico periódico pendente

CONTRAN define escalonamento para que milhões de motoristas possam realizar o exame toxicológico periódico pendente

Os cerca de dois milhões e meio de motoristas das categorias C, D e E que ainda não fizeram o exame toxicológico periódico pendente, terão a oportunidade de regularizar a situação através do escalonamento determinado pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN):

  • Até 31 de março de 2024 para motoristas com a CNH cuja validade expira entre janeiro e junho, independentemente do ano;
  • Até 30 de abril de 2024 para motoristas com a CNH cuja validade expira entre julho e dezembro, independentemente do ano.

A deliberação Ad Referendum do CONTRAN foi publicada no Diário Oficial da União no dia 26 de janeiro de 2024.

O prazo de 180 dias originalmente conferido para a realização do exame toxicológico periódico pendente havia expirado no dia 28 de dezembro, havendo, é certo, o prazo adicional de tolerância de trinta dias previsto no Código de Trânsito Brasileiro. Antes do encerramento desse prazo, o CONTRAN o prorrogou, criando um escalonamento em dois grupos de modo a preservar a frequência de testagem e, com isso, a eficácia da pública, permitindo que os motoristas cumpram com a sua obrigação legal e evitem a multa imediata.

Além da multa por dirigir com o exame toxicológico vencido prevista no Artigo 165-B, há também a multa por deixar de fazer o exame no prazo correto, conforme prevê o Artigo 165-D do Código de Trânsito Brasileiro. Além disso, o condutor que não realizar o exame também está sujeito à penalidade de suspensão do direito de dirigir.

A obrigatoriedade da realização do exame está prevista na Lei Nº 14.599, de 19 de junho de 2023.

Como é feito o exame

O exame toxicológico de larga janela de detecção é um exame laboratorial não invasivo, não infectante e indolor, capaz de detectar se houve consumo abusivo de substâncias psicoativas em um período de 90 a 180 dias anteriores à coleta. Para isso, são usadas amostras de cabelos, pelos ou unhas. Em média, o exame custa R$135.

Ministério dos Transportes debate a importância da participação da iniciativa privada em projetos de infraestrutura

Ministério dos Transportes debate a importância da participação da iniciativa privada em projetos de infraestrutura

Evento P3C ocorreu na B3, em São Paulo, nesta segunda-feira (26), e reuniu investidores e agentes públicos para tratar do ambiente de negócios no setor

Alinhado às diretrizes do Governo Federal de construir parcerias sólidas com a iniciativa privada para alavancar a infraestrutura brasileira, equipe do Ministério dos Transportes participou, nesta segunda-feira (26), do P3C: iniciativa voltada a investidores do setor, operadoras de infraestrutura, consultores, financiadores e agentes públicos.

O objetivo do evento, que ocorreu na B3, em São Paulo (SP), é tornar o ambiente de negócios mais previsível e seguro para os investidores no Brasil, seguindo critérios ambientais, sociais e de governança.

“Participamos em vários painéis e discutimos temas muito importantes com operadores e investidores do setor, principalmente porque estamos com uma agenda muito progressiva sob o aspecto da inovação e da regulação.

Nosso pipeline de projetos é muito robusto, o que chama a atenção do mercado”, apontou o secretário-executivo do Ministério dos Transportes, George Santoro. Sob a nova de concessões rodoviárias, amplamente debatida com o setor privado e lançada em junho de 2023, a expectativa para este ano é levar a leilão 13 projetos rodoviários, o que representa a injeção de mais de R$ 122 bilhões em recursos privados nas rodovias federais durante a duração dos contratos.

Para a secretária nacional de Transporte , Viviane Esse, o processo de escuta é fundamental para aliar os setores público e privado por mais obras e desenvolvimento. “Temas como esses são muito importantes, porque eles aproximam o Ministério dos Transportes da iniciativa privada. Podemos ouvir, conversar e entregar uma infraestrutura melhor, com mais qualidade”, completou.

Ao final do evento, em reconhecimento ao trabalho desenvolvido em prol do setor de Transportes, a secretária Viviane Esse foi condecorada durante a premiação Mulheres na Infraestrutura. “Quando a gente recebe uma indicação como essa, é inevitável repensar a carreira. Tenho muito a agradecer. Primeiro ao ministro dos Transportes, Renan Filho, por ter me escolhido como a primeira mulher a representar a Secretaria Nacional de Transporte Rodoviário.  Também a todos que contribuíram para essa conquista”, destacou.

“É muito importante que eu possa ser um exemplo a tantas mulheres que estão começando na carreira, para que elas saibam que podem ser o que quiserem. Mesmo no setor de infraestrutura, que é muitas vezes tido como exclusivamente masculino”, concluiu.

Também participaram do P3C o secretário Nacional de Trânsito, Adrualdo Catão; o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, governadores e outros agentes públicos.

CNT atualiza dados consolidados de 2023 nos seus painéis de consultas dinâmicas

CNT atualiza dados consolidados de 2023 nos seus painéis de consultas dinâmicas

As informações disponibilizadas nessas ferramentas são úteis para transportadores, meio acadêmico e sociedade em geral

A CNT (Confederação Nacional do Transporte) acaba de atualizar, com os dados consolidados de 2023, alguns dos seus painéis de consultas dinâmicas, que reúnem um universo de dados do setor. Essas ferramentas possibilitam extrair números, dados e informações relacionados à realidade do transporte no Brasil e são úteis para transportadores, o meio acadêmico e a sociedade em geral.

O Painel CNT do Transporte Aeroviáriodisponibiliza os principais indicadores relacionados ao transporte aéreo de passageiros e de cargas. Por meio dele, é possível fazer consultas e acessar dados comparativos da movimentação por tipo de voo, países e aeroportos de origem e destino, entre outras informações.

Já no Painel CNT do Transporte Aquaviário, é possível fazer consultas e acessar dados comparativos da movimentação por tipo de instalação portuária e mercadoria. Outro recurso acessível é a busca por perfil da carga e tipo de navegação, frota, entre outros.

Para selecionar os principais indicadores relacionados ao transporte ferroviário de cargas no Brasil, há o Painel CNT do Transporte Ferroviário. As consultas permitem acessar dados comparativos da movimentação por total de TU (toneladas úteis) ou TKU (tonelada quilômetro útil). A navegação permite, ainda, saber qual concessionária é responsável pela operação, pelo tipo de mercadoria e pela UF (Unidade da Federação) de origem.

O Painel CNT do Transporte Rodoviário, por sua vez, possibilita, dentre outros dados, consultar a demanda de passageiros no segmento e os dados de produção, licenciamento e exportação de veículos no Brasil. Também é possível identificar indicadores relacionados à frota de veículos, à malha rodoviária federal, além dos números e do perfil dos condutores habilitados no país.

O Painel CNT do Emprego no Transporteapresenta a evolução do mercado de trabalho no setor de transporte no Brasil. É possível identificar o total de admissões e desligamentos e o saldo de vagas por UF, por região e por modal de transporte. A ferramenta também mostra quais as ocupações no setor que tiveram o maior número de contratações e dispensas.

Outro painel passível de diferentes formas de navegação é o Painel CNT de Acidentes Rodoviários. Tem como base os registros da PRF (Polícia Rodoviária Federal) em rodovias federais brasileiras, no período de 2007 a 2023.

Em janeiro, movimentação de cargas foi recorde na Portos do Paraná

Em janeiro, movimentação de cargas foi recorde na Portos do Paraná

Após as 65 milhões de toneladas de 2023, a Portos do Paraná iniciou 2024 com mais um recorde de movimentação. Ao todo, 5.064.683 de toneladas foram movimentadas em janeiro, volume 20% maior em comparação ao mesmo período do ano passado (4.207.257) e valor recorde em comparação ao histórico da empresa pública durante o mês de janeiro.

Na exportação, os destaques foram as cargas de açúcar e soja. A primeira alcançou 74.491 toneladas de sacas em janeiro, representando um crescimento de 188% em relação ao mesmo mês do ano passado (25.824). A movimentação do açúcar em grãos também foi grande: de 188.064 toneladas em 2023 para 425.001 toneladas movimentados este ano (crescimento de 126%).

Em relação aos grãos de soja, foram 445.251 toneladas em 2023 e 932.247 toneladas movimentadas em 2024, um crescimento de 109%. Na importação, a movimentação de fertilizantes cresceu 27%, passando de 661.759 toneladas em janeiro de 2023 para 842.816 toneladas em janeiro de 2024.

No modal importação, o aumento foi de 13%, passando de 1.756.484 em 2023 para 1.987.222 em 2024. Os principais destaques ficaram com fertilizantes, derivados de petróleo e cargas em contêineres.

“O desempenho dos portos paranaenses é resultado de uma série de fatores, incluindo a sua localização estratégica, a infraestrutura moderna e a gestão eficiente”, afirmou Luiz Fernando Garcia, diretor-presidente da Portos do Paraná.

Segundo o diretor de Operações da Portos do Paraná, Gabriel Vieira, o recorde também é resultado da demanda acumulada do ano anterior, que deve se estender ao longo do semestre. “Apesar do grande volume de chuva, quase quatro dias a mais se comparado a 2023, a nossa produtividade foi muito boa graças a inteligência logística e a grande demanda acumulada do ano passado. Atualmente temos uma boa perspectiva de rendimento para o primeiro trimestre, tanto que estamos preparados para receber os mais diversos tipos de cargas”, enfatizou.

Atualmente o principal destino das exportações pelos portos paranaenses é a China: US$ 758 milhões em janeiro. De acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, as receitas para o mercado exterior total atingiram US$ 1,82 bilhão (R$ 9,01 bilhões) no primeiro mês do ano, um aumento de 29,2% em comparação com janeiro de 2023 (US$ 1,41 bilhão).

RECORDE ANUAL – Outro recorde recente registrado pela Portos do Paraná foi conquistado em 2023, quando a empresa pública alcançou a marca de 65.393.256 toneladas movimentadas. O número é o maior já alcançado na história da instituição, fundada em 1935. O recorde anterior foi de 58.399.284 toneladas movimentadas em 2022 (aumento de 12%).

Além do crescimento de movimentação, o ano passado registrou um crescimento na geração de empregos. Em 2023, 669 pessoas realizaram treinamentos de integração para contratos exclusivos com a Portos do Paraná, representando um crescimento de 24,5% em comparação a 2022 (537).

Confira AQUI o relatório completo de janeiro de 2024.