[wpme-user-name]

[wpme-user-name]

Antonio Ruyz se despede da coordenação nacional da COMJOVEM e faz balanço das atividades

Nos dois primeiros meses de 2020 eu não fazia ideia de que teria vivido tudo que vivi este ano. Acredito que sempre é assim, mas, este ano, a previsão de que algo de tal magnitude teria nos atingido era quase impossível. Me dedico neste artigo a fazer uma reflexão deste ano que trouxe aprendizado, empatia e muitas mudanças.

Assim como todos os outros profissionais, nós, transportadores, temíamos o desconhecido e estávamos cercados de incertezas e instabilidades. As demandas estavam caindo, como demonstravam estudos da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (&Logística) e não sabíamos ao certo como lidar com aquela situação completamente inédita, já que nenhum livro de gestão, MBA ou universidade tinha um adendo para falar como devemos agir em caso de pandemia.

Fomos considerados atividade essencial e não paramos. Continuamos abastecendo a população e garantindo que nada faltasse. O com as entidades também não parou: fizemos ações sociais para auxiliar os que foram mais afetados com o canário pandêmico, seguimos promovendo nossas atividades e encontros todos online e tentamos manter os ânimos e as esperanças dos nossos colegas.

Chegou um determinado momento que vi que poderia tirar aprendizados desta adversidade e passei a ter um olhar mais otimista e disruptivo para os processos na empresa, nas atividades com as entidades. Isto só me abriu portas e oportunidades.

Neste final de ano, encerrei um ciclo na Comissão de Jovens Empresários e Executivos da NTC&Logística. Minha jornada começou em 2011, quando fui coordenador do núcleo de Cascavel, ao lado de pessoas que contribuíram todos os dias para desempenharmos o melhor trabalho possível. Foram 4 anos de muito trabalho e dedicação que culminaram no cargo que eu tenho hoje. Registro meu agradecimento especial à Ana Jarrouge que esteve comigo quando fui vice-coordenador pela primeira vez e fez um ótimo trabalho, revolucionando toda a comissão. Deixo a vice-coordenação nacional da COMJOVEM e dou início a novos desafios. Foram anos de muito crescimento e parceria, repleto de oportunidades e ações. Não poderia estar mais grato por essa oportunidade que tive. Agora, assumindo a presidência do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística do Oeste do Paraná (SINTROPAR), levo comigo todos os aprendizados e toda a bagagem que a COMJOVEM me proporcionou.

Estou cumprindo o propósito que a COMJOVEM se presta: preparar jovens empresários e executivos para assumirem cargos de liderança e estarem à frente de grandes negócios e projetos. Apesar de estar dando um passo adiante na minha carreira, não irei deixar para trás esta comissão que fez parte de grande parte da minha vida e que tanto contribuiu para meu crescimento profissional e pessoal.

Por fim, mas não menos importante, gostaria de agradecer a essa comissão pelos amigos que me trouxe, as viagens que me proporcionou e a experiência que me deu. Não poderia deixar de mencionar meus parceiros dos últimos anos: Joyce Bessa, que dividiu comigo o cargo, e André de Simone, que vem fazendo uma grande coordenação. Gostaria de agradecer um dos grandes incentivadores da COMJOVEM no Paraná, o presidente da FETRANSPAR, Coronel Malucelli, todos os presidentes do SINTROPAR que contribuíram com COMJOVEM e, também, a NTC&Logística e seu presidente, Francisco Pelucio, por nos ter dado a oportunidade de realizar nossas atividades na comissão e pelo apoio e dedicação de sempre. Esses 9 anos seguirão comigo em todos os desafios que virão a seguir. Uma vez COMJOVEM, sempre COMJOVEM.

Fonte: Assessoria

COMJOVEM


Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite