Gestão de Negócios além da sala de aula no Paraná

Foto: Divulgação

O mercado de está cada vez mais competitivo, todo profissional precisa estar preparado para os desafios constantes e com respostas rápidas às necessidades das organizações. No setor do Transporte de Cargas (TRC) não é diferente, manter-se atualizado garante uma posição à frente da concorrência.

Para profissionalizar e capacitar gestores e executivos das empresas de transporte e logística nas mais modernas técnicas de gestão de negócios, o SEST SENAT e Instituto de Transporte e Logística (ITL) promovem o Programa de Pós-graduação em Gestão de Negócios desenvolvido pela Fundação Dom Cabral voltado exclusivamente aos profissionais das empresas de transporte, dos modais de cargas e passageiros, , , operadores logísticos e aéreo, filiados às federações e/ou associações que integram o sistema CNT.

O perfil do público é bastante diversificado, com executivos de grandes, médias e pequenas empresas, em posição de gestão. Valéria Melnik, diretora da empresa Local Express Transporte e Logística e coordenadora do Núcleo Comjovem Curitiba está entre os 40 alunos que fazem parte da turma 46 iniciada em Curitiba, em agosto de 2021, e que será finalizada neste mês de setembro.

“O diferencial da especialização está nos conteúdos e nos professores que promovem e incentivam a experiência prática. Já durante as aulas temos insights para aplicação da ação nas empresas que atuamos. Não ficamos apenas na teoria já partimos para a aplicabilidade do conteúdo no dia a dia”, avalia Valéria ressaltando que “além de ser um ambiente excelente para ampliação de network, devido a integração de profissionais de vários modais o que faz toda a diferença; eu mesma fechei negócios e parcerias entre os colegas”.

De acordo com a Gerente do Programa, Mônica Côrtes de Domenico, a pós-graduação latu sensu tem o objetivo de preparar gestores e executivos nas mais modernas técnicas de gestão de negócios. “Capacitamos líderes de diversas áreas desenvolvendo competências para a gestão da empresa. Todas as disciplinas são customizadas para os desafios do transporte”, comenta a gerente.

O programa tem carga horária total de 370 horas, sendo 20% ministradas a distância (74 horas) e 80% em encontros presenciais (296 horas). A modalidade presencial é realizada, bimestralmente, durante cinco dias consecutivos (segunda a sexta-feira), das 8h às 18h. A capacitação tem duração de aproximadamente 14 meses.

“O currículo foi idealizado considerando o pensamento prático do mundo dos negócios. Buscou-se avaliar práticas de gestão dos transportes nas organizações, balanceando a teoria com a prática e desenvolvendo nos participantes uma visão empreendedora e criativa”, explica a gerente.

Para cada aula é adotada uma estratégia dinâmica, em que são utilizados recursos como: filmes, estudos de casos, análise de textos, exercícios práticos, entre outros. A participação é incentivada com uma estratégia de avaliação do envolvimento do aluno nessas atividades.

O processo de aprendizagem continua após o encerramento das aulas de cada disciplina, por meio das estratégias de verificação de aprendizagem, que permitem ao aluno um aprofundamento maior nos temas estudados.

Projeto Aplicativo

Conforme exigência legal, todos os alunos devem apresentar o de conclusão de curso, que tem a finalidade de empregar os conceitos em situações reais da gestão. “O objetivo é integrar a teoria com a prática por meio de uma questão relevante para o participante e para a empresa de transporte. O Projeto Aplicativo proporciona a tangibilização do conteúdo estudado ao longo do curso”, explica Mônica.

O coordenador do Programa DESPOLUIR Paraná, Adriano Jacomel, também aluno da especialização, junto a sua equipe, irá apresentar o Projeto Aplicativo intitulado ‘Modelo do serviço de transporte de pet, em aeronaves’, com objetivo de sugerir melhorias neste tipo de serviço. “Entendemos a proposta com grande potencial de atendimento e lucratividade”, comenta Jacomel.

Para os alunos, o desenvolvimento do projeto representa a oportunidade de aprofundar conhecimentos em um tema de seu interesse e da sua empresa, com ampliação e enriquecimento de sua base conceitual e prática. “Com toda a bagagem adquirida durante o curso, com certeza estou mais preparado para assumir novas responsabilidades e compartilhar novos conhecimentos”, destaca Jacomel.

Os orientadores do Projeto Aplicativo têm ampla experiência no tema a ser desenvolvido em cada projeto. Eles ficam disponíveis para auxiliar e orientar os participantes durante todas as etapas do desenvolvimento do .

Fonte: Fetranspar

Negócios

%d blogueiros gostam disto: